Campeão da NBA, Leandrinho anuncia que vai se aposentar

Aos 37 anos, agora ex-jogador fará parte da comissão técnica do Golden State Warriors

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2020 18h27
EFEAla-armador passou duas temporadas em Oakland, quando foi campeão, na primeira delas, e no ano seguinte, quando ajudou o time a cravar a melhor campanha da história da NBA

Campeão da NBA pelo Golden State Warriors, Leandrinho se despediu das quadras nesta segunda-feira, aos 37 anos. Na publicação que anunciou seu adeus ao basquete, o agora ex-jogador divulgou sua nova posição na franquia que o consagrou na liga de basquete norte-americano na temporada 2014-2015 ao levantar o troféu Larry O’Brien. Segundo a equipe, Leandrinho assumirá um papel de ajuda no desenvolvimento de atletas (Player Mentor Coach, nome da função em inglês) na comissão técnica de Steve Kerr.

Ao todo, o ala-armador passou duas temporadas em Oakland, quando foi campeão, na primeira delas, e no ano seguinte, quando ajudou o time a cravar a melhor campanha da história da NBA com 73 vitórias e apenas nove derrotas na temporada regular.

“Eu me considero um vencedor. Saí da periferia para fazer 850 jogos na maior liga de basquete do planeta e mais de 100 jogos defendendo o meu país”, escreveu Leandrinho em suas redes sociais. “Estou pronto para um novo começo, uma nova caminhada, de novo com a bola laranja nas mãos. A transição será rápida, como sempre foi”, completou. “Não poderia estar mais motivado, sei que estarei rodeado de profissionais brilhantes e farei tudo que estiver ao meu alcance para colaborar com o desenvolvimento de jogadores e toda a organização. Agradeço pelo convite e pela confiança no trabalho que posso desempenhar”, finalizou o brasileiro.

Em duas temporadas com o Golden State, Leandrinho teve médias de 6,7 pontos; 1,6 rebotes e 1,4 assistências em 15,4 minutos em 134 jogos regulares e 44 playoffs. Originalmente selecionado pelo San Antonio Spurs como 28ª escolha no Draft, fez 14 temporadas na liga e médicas de 10,6 pontos; 2,4 rebotes e 2,1 assistências em 850 jogos na carreira com o Phoeniz Suns, Toronto Raptors, Indiana Pacers, Boston Celtics e Warriors.

Na temporada 2006-2007, ganhou o prêmio individual de Melhor Sexto Homem da NBA quando defendia o Suns de Steve Nash, onde também alcançou seu auge na carreira na liga. De volta ao Brasil em 2017, atuou pelo Franca e, posteriormente, pelo Minas Clube, onde ficou até a aposentadoria.

* Com Estadão Conteúdo