Campeões, Cabal e Farah comemoram “semana especial” no Rio

  • Por Agencia EFE
  • 23/02/2014 17h23

Rio de Janeiro, 23 fev (EFE).- Os colombianos Juan Sebastián Cabal e Robert Farah conquistaram neste domingo o primeiro título da parceria ao vencerem o brasileiro Marcelo Melo e o espanhol Davis Marrero na decisão do Rio Open de tênis, um resultado que segundo a dupla coroou uma “semana especial” no Brasil.

A dupla campeã sofreu na estreia no Rio para passar pelo ucraniano Alexandr Dolgopolov e o espanhol Guillermo García-López, mas depois disso engrenaram e passaram pelos três principais cabeças de chave. Nas quartas de final, os colombianos passaram pelos espanhóis Marcel Granollers e Marc López, terceiros cabeças de chave. Depois disso, bateram a parceria número 1 da competição, o brasileiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya, e hoje superaram os segundos favoritos.

“Foi uma semana especial, inesquecível. Vencemos López e Granollers, que há dois anos venceram as Finais da ATP, o Bruno e o Marcelo, que estão jogando muito bem e ganhando títulos há algum tempo. Vencemos um ATP 500, não poderia haver coisa melhor neste começo de temporada”, vibrou Cabal.

A dupla ficou tão empolgada com o resultado que após o triunfo sobre Melo e Marrero, por 6-4 e 6-2, se jogou na piscina no Jockey Club, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro, onde o torneio é disputado.

“Estava muito feliz de me jogar na piscina. Acho que pode ser uma boa tradição aqui no Rio com este calor. No Brasil, com tanto calor e tantas belas praias e piscinas, me parece adequado”, relatou Farah, aos risos.

A dupla colombiana acumulava quatro vice-campeonatos, o último deles em Viña del Mar, na última semana. Após a conquista do primeiro troféu, os dois ainda não querem pensar em estar nas Finais da ATP e sim em se consolidar como uma dupla forte no circuito.

“O mais importante para chegar às Finais da ATP é começar a entrar nos Masters 1000. Com a vitória aqui, nos aproximamos de ter a vaga direta ou, dependendo da circunstância, já podemos garanti-la. Agora queremos um bom resultado em São Paulo (Brasil Open) e ir caminhando pouco a pouco até pensar em Londres no final do ano”, projetou Farah. EFE