Carta do Bom Senso FC rebate críticas de presidente da Federação Gaúcha

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2014 22h45

Jogadores de Santos e Bahia apoiam os protestos do Bom Senso FC

Protesto do Bom Senso FC em Santos x Bahia

O Bom Senso FC, movimento que luta por melhorias nas condições de trabalho dos jogadores do futebol brasileiro, divulgou uma carta aberta em seu Facebook oficial dirigida ao presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) Francisco Noveletto, que também é líder da oposição na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A nota critica a postura do dirigente que, segundo o movimento, tem mostrado “postura de desapreço por nossas propostas para o calendário do futebol brasileiro”, como tem sido veiculado em notícias recentes.

A carta do Bom Senso cita um trecho no qual Noveletto afirma: “cada um na sua. Uns têm que jogar e outros têm que organizar. Não dá para uma pessoa fazer as duas coisas. Não tem fundamento nenhum o que estão pedindo. Não estou defendo a CBF, sou oposição (…) mas é uma proposta sem fundamento essa do Bom Senso”.

A nota também cita que o presidente da FGF acredita ser “inviável” a proposta de calendário do Bom Senso, principalmente em relação à criação da Série E do Brasileirão, com 432 times, já que não haveria como pagar todas as passagens aéreas e despesas de todos os times.

Diante da postura do Francisco Noveletto, o Bom Senso FC propõe na carta “travar um debate de alto nível, discutindo ideias, sem desqualificações” e frisa que a Série E “não tem custos exorbitantes de passagens aéreas, muito menos de estadias”, já que “os grupos de 12 ou 13 clubes da Série E são regionais e, mais do que isso, microrregionais, ou seja, os clubes estão geograficamente próximos”.

No restante da carta aberta, o movimento dá exemplos já existentes no futebol brasileiro para rebater as críticas de Noveletto. Na conclusão do comunicado, o Bom Senso FC faz um pedido ao dirigente.

“Presidente Novelletto, lhe convidamos a nos procurar e conhecer nossas propostas. Se, como diz reiteradas vezes, o sr. discorda da maneira que a Confederação Brasileira de Futebol tem sido gerida, o Bom Senso Futebol Clube tem muito a lhe dizer”, finaliza a nota do Bom Senso.