Caterham anuncia retorno de Kobayashi à F-1 e acerto com novato para 2014

  • Por Agencia EFE
  • 21/01/2014 12h06
Kamui Kobayashi - piloto f-1

O japonês Kamui Kobayashi e o sueco Marcus Ericsson serão os pilotos da Caterham na próxima temporada do Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2014, que começará em março, com a disputa do Grande Prêmio da Austrália, informou nesta terça-feira a equipe da Malásia.

A escuderia aposta em Kobayashi, que retorna à categoria após um ano de afastamento, e no jovem Ericsson, estreante na F-1, enquanto o holandês Robin Frijins será o piloto reserva.

“Estou muito feliz com o retorno de Kamui. É muito bom poder contar com um piloto como ele em um ponto crítico para nosso desenvolvimento”, afirmou Cyril Abiteboul, chefe da escuderia, em declarações divulgadas pela Caterham.

“Sua experiência e, particularmente, seus anos na Toyota serão muito importantes para nós, já que teremos uma das temporadas mais difíceis”, completou.

Kobayashi garantiu que “dará o melhor” de si como novo primeiro piloto da equipe e assegurou que trabalhará o máximo possível para alcançar as metas de Caterham em 2014.

“Um dos benefícios de anunciar meu retorno tão próximo do início dos treinos oficiais é que só faltam alguns dias para voltar a pilotar, nos próximos dias trabalharei no simulador para me preparar visando Jerez e Bahrein. Estou totalmente preparado fisicamente e mentalmente”, informou.

Os resultados recentes de Ericsson também foram destacados por Cyril Abiteboul, que espera que o jovem piloto sueco possa mostrar seu potencial em seu primeiro ano na Fórmula 1.

Já o americano Alexander Rossi, melhor novato da GP2 em 2013, conciliará neste ano a busca do título de campeão da categoria com seus trabalhos como piloto reserva da Caterham na Fórmula 1. O objetivo da equipe é que Rossi complete sua formação antes de se tornar piloto oficial.

Com o anúncio de Kobayashi e Ericsson, a Caterham se torna a última a confirmar dupla de pilotos para 2014, fechando o grid para a temporada.

No ano passado, a equipe malaia foi última colocada no Mundial de Fórmula 1, sem marcar pontos. A Marussia teve desempenho semelhante, mas “levou a melhor” por ter conquistado um 13º lugar com o francês Jules Bianchi, no GP da Malásia. A Caterham, por sua vez, chegou três vezes em 14º.

Mais cedo, a Sauber oficializou a contratação como piloto de testes do holandês Giedo Van der Garde, que defendeu justamente a última escuderia da classificação passada. O piloto de 27 anos já desempenhou a função na extinta Spyker e na Force India. EFE