Cavani e Stuani resolvem em último amistoso do Uruguai antes da Copa

  • Por EFE
  • 05/06/2014 01h18
Cavani brilha e Uruguai supera Eslovênia em amistoso

A seleção do Uruguai venceu nesta quarta-feira a Eslovênia por 2 a 0, no Estádio Centenário de Montevidéu, em seu último teste de preparação para a Copa do Mundo, graças aos gols de Cavani e Stuani, apesar da ausência do artilheiro Luis Suárez.

Cavani, aos 36 minutos de jogo, e Stuani, aos 31 da segunda etapa, marcaram para o time da casa, mas os eslovenos não facilitaram em nenhum momento.

O Uruguai venceu seus dois amistosos antes da Copa. O primeiro, na semana passada, por 1 a 0 contra a Irlanda do Norte. O balanço da preparação permite que os uruguaios tenham grandes esperanças no Mundial.

A partida de hoje não foi fácil para o Uruguai. Após alguns minutos de jogo, os eslovenos assumiram o controle da partida e do setor de meio campo para surpresa e desgosto dos 60 mil torcedores que lotaram o Centenário.

A Celeste só começou a retomar os espaços e a posse de bola depois dos 30 minutos de partida, mas tiveram pela frente uma defesa firme e organizada, que impedia qualquer avanço.

Foi a insistência de Christian Rodríguez que começou a quebrar a resistência eslovena. Um cruzamento preciso de Diego Forlán para Cavani, que estava colocado no centro da área, permitiu que o atacante do Paris Saint-Germain desviasse de cabeça e abrisse o placar.

Na segunda etapa, após quatro mudanças no time, o Uruguai foi mais incisivo e passou a investir nas jogadas pelos lados do campo. A partida ficou mais rápida e interessante, com a Celeste dando muito trabalho para o bom goleiro esloveno Samir Handanovic.

Aos 31 minutos, Stuani ampliou ao receber passe de Cavani na área depois de uma cobrança de escanteio.

A Eslovênia foi um excelente teste para os bicampeões mundiais, mas pouco pôde fazer contra os uruguaios que, abraçados por todo o público presente no Centenário, se despediram do país e encheram seus torcedores de esperanças.

Ficha técnica:

2. Uruguai: Fernando Muslera; Maximiliano Pereira (Jorge Fucile), Diego Lugano, Diego Godín (José María Giménez, Sebastián Coates), e Martín Cáceres; Gastón Ramírez (Cristian Stuani), Walter Gargano (Álvaro González), Egídio Arévalo Ríos e Cristian Rodríguez (Álvaro Pereira); Diego Forlán e Edinson Cavani. Técnico: Oscar Washington Tabárez.

0. Eslovênia: Samir Handanovic; Miso Brecko (Struna), Miral Samadrzic, Bostjan Cessar e Bojan Jokic; Dalibor Stevanovic (Mertelj), Josph Ilicic, Rajko Rotman e Jazmin Kurtic, Andraz Kirm (Pecnik) e Milivoje Novakovic (Bezjak).Técnico: Srecko Katanec.

Gols: Edinson Cavani (36min. 1º tempo) e Christian Stuani (31min. 2ºm tempo).

Árbitro: o argentino Patrício Loustau mostrou cartão amarelo para Rotman, Brecko, Mertelj, Cavani e Giménez.

Incidências: Amistoso jogado no Estádio Centenário, de Montevidéu, diante de 60 mil espectadores.