CBV anuncia que vai cumprir medidas da CGU e comunica Banco do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2014 20h05
Brasil bate Canadá pelo Mundial de vôlei feminino

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) comunicou ao Banco do Brasil, nesta quinta-feira (18), que todas as medidas que foram sugeridas pela Controladoria Geral da União (CGU) serão implementadas dentro de um prazo de três meses.

Segundo comunicado oficial da entidade, a cumprimento das ações “demonstra que a nova gestão se compromete com uma governança responsável e transparente”.

Entre as medidas sugeridas pela CGU estão auditoria externa, regulamento de contratações, vetos de empresas suspeitas, criação de comitê de apoio e reaver judicialmente os valores de contratos apontados como irregulares.

A CBV espera que, com a atitude, o Banco do Brasil “restabeleça o repasse de recursos do patrocínio para que a realização das etapas do Circuito Open de Vôlei de Praia e o planejamento das seleções brasileiras em todas as suas categorias não sejam prejudicados” e frisa que “a proximidade da realização dos Jogos Olímpicos pela primeira vez no Brasil evidencia a importância da manutenção do patrocínio do Banco do Brasil”.