Cigano rechaça rótulo do UFC e critica Dudu: “aquilo foi violência”

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2015 14h25

Junior Cigano e Wanderley Nogueira no Esporte em Discussão

Junior Cigano e Wanderley Nogueira no Esporte em Discussão

O Esporte em Discussão desta terça-feira (19) recebeu o ex-campeão dos pesos-pesados do UFC, Júnior Cigano. O lutador comentou sobre sua lesão, volta ao octógono e a diferença entre violência e agressividade no MMA.

Com uma lesão no joelho, Cigano está fora de combate desde o final do ano passado. Em trabalho intensivo de fisioterapia, o lutador comenta sobre sua recuperação e previsão de retorno.  “Foi um ano bastante difícil para mim. Agora estou recuperando bem do joelho. Os médicos vão me liberar no final de junho, ou seja, acho que para novembro dá para lutar”.

No próximo dia 13 de junho, Fabrício Werdum e Cain Velasquez decidem o novo campeão da categoria peso-pesado. Cigano acredita que seu próximo adversário, no regresso ao octógono, sairá deste combate, sendo o desafiante pelo cinturão.

“Acho que se o Werdum ganhar a luta seria a hora exata de fazermos uma revanche. Sobre o Velasquez, não fica trauma nenhum. O que fica é a vontade de enfrentar ele de novo. Eu já assisti a luta várias vezes e ele não me permitiu usar minha melhor arma, o boxe”.

Cigano também foi muito questionado sobre o MMA ser um esporte violento. Para ele, a modalidade é agressiva. “Somos dois lutadores preparados e sabemos o que vamos fazer. Várias regras protegem a integridade física dos atletas para que não haja nenhum tipo de violência”.

O lutador aproveitou para comentar o caso de Dudu, suspenso em 180 dias por agredir o árbitro Guilherme Ceretta na final do Paulistão. “Aquilo foi violência. O rapaz (Guilherme Ceretta) não estava esperando ser agredido e foi agredido. Se eu estivesse no lugar do árbitro faria o mesmo”.

Vitor e Anderson
O lutador peso-pesado também deu sua opinião sobre a luta entre Vitor Belfort e Chris Weidman, evento principal do UFC 187, que acontece no próximo sábado (23). Cigano afirma que o duelo será bem complicado.

“O Vitor é um cara bastante explosivo e talentoso. Já foi campeão dos pesados, do meio-pesado e agora ele pode fazer história nos médios e tudo isso em cima do cara que é o terror dos brasileiros. Acho que o Vitor levará vantagem nos primeiros rounds por causa da explosão dele”.

Sobre Anderson Silva, Cigano comentou sobre a polêmica envolvendo Spider e sua vontade de disputar as Olimpíadas. “Eu acho bastante polêmico, porém válido. O Anderson é um grande atleta e acrescentaria muito, porém as Olimpíadas são um ciclo e tem muitos atletas competindo ali. Penso que se ele ganhar a seletiva é justo”.