Clássico é clássico: Lanterna do Espanhol, Betis bate Sevilla na Liga Europa

  • Por Agencia EFE
  • 13/03/2014 19h23

Sevilha, 13 mar (EFE).- Último colocado do Campeonato Espanhol, com apenas 18 pontos, e com grandes chances de cair para a segunda divisão, o Betis deixou de lado a crise em âmbito nacional e deu um grande passo para se classificar para as quartas de final da Liga Europa ao vencer o Sevilla por 2 a 0 em clássico disputado nesta quinta-feira.

Mesmo jogando no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, casa do rival, o time dirigido por Gabriel Calderón jogou melhor e, com um gol do brasileiro Léo Baptistão e um de Salva Sevilla, obteve a vantagem de poder perder por um gol de diferença na volta, como mandante, na semana que vem.

O duelo foi animado desde o começo, e o time da casa, em sétimo lugar no Espanhol, por pouco não abriu o placar logo na saída de bola. Bacca ficou cara a cara com o goleiro Adán, que saiu bem e evitou o gol.

O Sevilla até atacava mais, mas quem fez 1 a 0 foi o Betis, aos 16 minutos. Juanfran cruzou da direita, Léo Baptistão se antecipou à marcação e cabeceou firme para superar Beto.

Tentando reagir, a equipe anfitriã se lançou ao ataque e criou boas chances para empatar ainda antes do intervalo, mas parou nas boas defesas de Adán. Na melhor delas, aos 39 minutos, Reyes apareceu livre e chutou rasteiro para defesa com os pés do camisa 99 do Betis.

A pressão do Sevilla foi aumentando à medida que o tempo passava na etapa final, mas o time visitante se segurava muito bem. Nas poucas vezes em que a defesa adversária dava brechas, os anfitriões falhavam na pontaria. Aos 27 minutos, Rakitic cruzou e deixou Gameiro sem goleiro, mas o francês cabeceou para fora.

O castigo veio minutos depois, aos 33, com uma ironia no nome do autor do segundo gol do Betis. Salva Sevilla foi acionado na área e, mesmo cercado por quatro marcadores, chutou no cantinho e tirou de Beto.

Os donos da casa então foram para cima como podiam, mas com pouca organização. Mais calmo e com um goleiro inspirado, o lanterna do Espanhol segurou o placar e a vantagem para a volta. EFE