Clássico pernambucano inova na segurança com mães de torcedores

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2015 11h08
clássico pernambucano inova na seguranca

A violência dentro dos estádios brasileiros se tornou algo comum. No domingo, na partida entre Palmeiras e Corinthians, mais uma vez foram vistas cenas de guerra entre membros de torcidas organizadas e policiais.

Tentando trazer a paz de volta aos estádios, uma agência internacional sugeriu à Federação Pernambucana de Futebol uma solução inovadora para o problema. Ao adentrar à Arena Pernambuco, na vitória do Sport sobre o Náutico, por 1 a 0, ontem, os integrantes organizados não tiveram policiais realizando sua segurança, mas sim, suas próprias mães.

Cerca de 30 mães fizeram parte do trabalho de segurança do clássico pernambucano. Todas receberam um treinamento da direção da arena, da Polícia Militar, além de conhecer todo o sistema de controle de câmeras do estádio.

A iniciativa também contou com o apoio dos próprios atletas. No início da partida, o Sport entrou em campo segurando uma faixa com os dizeres: “hoje quem faz a segurança são as mães dos torcedores. Respeite”. Vale lembrar que em Pernambuco é proibido qualquer tipo de vestimenta que caracterize às torcidas organizadas, assim como bandeiras e instrumentos.