Clezar vence e vai à última rodada do qualifying do US Open; Feijão cai

  • Por Estadão Conteúdo
  • 26/08/2016 08h44
Clezar sentiu lesão muscular no terceiro set

O Brasil tem somente mais um tenista vivo no qualifying do US Open, na luta por uma vaga no Grand Slam norte-americano. Nesta quinta-feira, o tênis do País pode comemorar a vitória de Guilherme Clezar, número 172 do mundo, mas viu João Souza, o “Feijão”, 119.º do ranking, ficar de fora da disputa.

Clezar disputará pelo segundo ano seguido a terceira e última rodada do qualifying norte-americano. Nesta quinta, ele derrotou o norte-americano Tim Smyczek, número 115 do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/3. Agora, enfrentará o francês Quentin Halys tentando evitar o que aconteceu em 2015, quando bateu na trave e acabou ficando de fora da chave principal.

“Acabei perdendo uma boa vantagem (chegou a abrir 4/0) no primeiro set, mas me mantive firme mentalmente para reagir e sair com a vitória. Já o segundo set foi decidido nos detalhes. Foi um jogo difícil, estou feliz pela vitória e sigo motivado para amanhã”, comentou. “No ano passado bati na trave. Espero que este ano eu consiga me garantir na chave principal.”

Já Feijão viu seu ótimo momento na temporada ir por água abaixo. Depois de 11 vitórias consecutivas, o tenista que vinha de títulos nos Challengers em Fano e Cortina, na Itália, perdeu para o alemão Matthias Bachinger, apenas número 514 do mundo. Bachinger levou a melhor de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/6 (7/5) e 7/6 (8/6), e avançou à última rodada do qualifying.

Com isso, Feijão se juntou a Thiago Monteiro e Bia Haddad, eliminados no qualifying dos torneios masculino e feminino. O País já tem garantido nas chaves principais de simples: Thomaz Bellucci, Rogério Dutra Silva e Teliana Pereira.