Clube da segunda divisão francesa anuncia contratação do atacante Adriano

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2014 09h45

Atacante de 32 anos está parado desde a recisão de contrato com o Atlético-PRClube da segunda divisão francesa anuncia contratação do atacante Adriano

Adriano Imperador está de volta ao futebol. Na manhã desta sexta-feira (26), o clube francês Le Havre confirmou a contratação do atacante. A equipe da segunda divisão anunciou o nome do brasileiro por meio de seu site oficial, mas não deu maiores informações sobre os termos do contrato.

A nota ainda diz que o acordo está condicionado à aprovação do conselho do clube europeu.

“O Havre Athletic Club confirma que chegou a um acordo com o brasileiro Adriano. O acordo para a contratação está condicionado à chegada dos recursos de Christopher Maillol e à aprovação do conselho do clube”, diz o comunicado oficial.

Citado no texto acima, Christopher Maillol é o empresário que adquiriu 94% das ações do Le Havre e quem conduziu as negociações com o “Imperador”.

No dia de Natal, o jogador já havia indicado que estava fechando com o time da segundona ao dedicar uma postagem no Twitter aos fãs do Le Havre.

“Um Feliz Natal para os meus novos fãs do Le Havre. Muito feliz por estar com vocês para um novo desafio esportivo”, disse.

Atualmente com 32 anos, Adriano foi uma das grandes promessas do futebol brasileiro. Com passagem de sucesso pela Inter de Milão, chegou à Seleção Brasileira e foi o destaque no título da Copa das Confederações de 2005, além de ter marcado o gol salvador na final da Copa América de 2003, contra a Argentina, que acabou garantindo a disputa de pênaltis, vencida pelos canarinhos.

Após a morte de seu pai em 2004, o então jovem atacante viu a sua carreira ir caindo aos poucos. Sem a mesma motivação de antes, acabou perdendo espaço na Europa e retornou ao Brasil, onde foi campeão brasileiro pelo Flamengo em 2009 e com o Corinthians em 2011. Por falta de comprometimento nos treinos, acabou dispensado das equipes. Seu último clube foi o Atlético-PR, no primeiro semestre de 2014.