COI elogia projetos de Pequim e Almaty para Jogos de Inverno de 2022

  • Por Agência EFE
  • 09/06/2015 13h46
Eliza Nobre participa da primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude

Pequim e Almaty (Cazaquistão), candidatas a organizar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, fizeram nesta terça-feira uma apresentação de seus projetos para os membros do COI, suscitando elogios do presidente da entidade, Thomas Bach, que celebrou as propostas “sustentáveis, com orçamentos equilibrados e baseadas no longo prazo”.

“É impressionante como ambas as cidades abraçaram as reformas da Agenda Olímpica 2020 só seis meses depois de ela ter sido aprovada pelo COI”, afirmou Bach ao término do encontro, realizado na sede da entidade em Lausanne, na Suíça.

“Pode se ver claramente que o foco das duas candidaturas está na sustentabilidade. Ambas apresentaram orçamentos bem equilibrados e demonstraram perfeitamente o que querem conseguir, ao elaborar projetos como parte do desenvolvimento a longo prazo de sua cidade, região e país”, acrescentou o presidente.

Os elogios de Bach ocorreram após as apresentações de 45 minutos das duas cidades, seguidas de um período similar destinado a perguntas. Todo o evento ocorreu a portas fechadas.

Almaty abriu a reunião no auditório do Museu Olímpico de Lausanne com uma exposição na qual, segundo os presentes, destacou a abundância de neve natural em suas instalações. Reagiu assim a uma das críticas mais claras feitas pela Comissão de Avaliação do COI a Pequim: a probabilidade de recorrer à neve artificial.

O primeiro-ministro do Cazaquistão, Karim Massimov, foi a principal autoridade política que viajou para a Suíça para defender a candidatura de Almaty. Na equipe estava também o medalhista olímpico de bronze em patinação artística Denis Ten.

O mapa compacto de instalações, com todas as sedes em um raio de 30 quilômetros, foi outro dos aspectos ressaltados por Almaty.

Pequim se apresentou com um grupo liderado pela vice-primeira-ministra Liu Yandong, que afirmou que todos os pontos fortes da candidatura chinesa tinham sido reconhecidos pelo COI.

“Depois desse encontro, temos, inclusive, mais confiança em nossa candidatura” acrescentou.

Pequim é considerada como favorita no duelo, que será decidido no próximo dia 31 de julho em Kuala Lumpur. Se vencer, a capital chinesa se transformará na primeira cidade a organizar tanto os Jogos Olímpicos de Verão (2008) como os de inverno.

“As candidatas têm diferentes abordagens e partem de pontos diferentes: Almaty quer desenvolver um centro tradicional de esportes de inverno e deixar um legado que transforme a região. Já Pequim mostra um excelente uso da herança de 2008 e também quer um legado que dê acesso a 300 milhões de chineses aos esportes de inverno”, comentou o presidente do COI.