Coletiva JP: Tite valoriza trabalho coletivo do Corinthians e pede chegada de reforços

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2015 08h16
durante o jogo realizado esta tarde no Maracana entre Flamengo/RJ x Corinthians/SP, valido pela 13a. rodada do Campeonato Brasileiro de 2015. Juiz: Leandro Pedro Vuaden - Rio de Janeiro/Brasil - 12/07/2015. Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. CorinthiansTite pediu a chegada de pelo menos mais dois reforços para o elenco corintiano

A boa vitória por 3 a 0 sobre o Flamengo, jogando no Maracanã, na tarde deste domingo (12), foi celebrada pelo técnico Tite que se mostrou contente com o desempenho coletivo do Corinthians. O treinador minimizou a ausência de gols dos atacantes alvinegros, valorizou o papel de todo o elenco corintiano e pediu pelo menos mais dois reforços para completar sua equipe.

“Mais importante do que tudo era repetir o padrão de atuação. Estrategicamente Flamengo buscou marcação forte para desgastar nossa equipe. Mas conseguimos, na coordenação dos movimentos, na organização da equipe, na troca de passes que e uma característica dela, e quando a equipe consegue trocar passes, ela infiltra muito de trás e ela construiu o placar”, analisou Tite.

Questionado se os poucos gols marcados pelos atacantes corintianos nos últimos jogos o incomodam, o treinador valorizou o trabalho coletivo de seu time e destacou que a individualidade vai aparecer em algum momento.

“No trabalho de equipe, por vezes, a individualidade acaba aparecendo. A individualidade faz você ganhar um ou outro jogo, mas não dá campanha. Ora um, ora outro vai acabar aparecendo. Não fico preocupado. Fico preocupado em criar, a equipe criou tanto quanto contra o Goiás. Hoje ela foi efetiva”, afirmou o comandante alvinegro

Tite ainda destacou que, embora sua equipe venha bem na competição, ainda há necessidade de reforços para qualificar o elenco corintiano

“O campeonato premia a regularidade e ter elenco. Nós, direção, comissão técnica, estamos em busca de dois atletas para dar a qualificação. Isso porque vai machucar, vai tomar cartão, então precisa, sim. Para ser titular, aí é outra história”, disse. “A equipe precisa se fortalecer, ter opções importante. Cabe a nós, com a criatividade do Edu, do Alessandro, encontrar. O presidente deu ok, o Andrés também. Precisamos encontrar, não ‘o cara’, mas para fortalecer a equipe toda”, completou o treinador.