Com apoio da “nação”, tenta evitar primeiro Maracanazo do novo estádio

  • Por Agencia EFE
  • 08/04/2014 19h24

Rio de Janeiro, 8 abr (EFE).- Depois de ter visto a eliminação de perto, o Flamengo se recuperou no grupo 7 da Taça Libertadores ao vencer o Emelec no Equador e ainda contar com uma inesperada vitória do Bolívar sobre o León fora de casa, mas ainda precisa vencer o atual campeão mexicano no Maracanã nesta quarta-feira para evitar um vexame.

Desde que foi reaberto, em junho do ano passado, o palco da final da Copa do Mundo de 2014 ainda não sediou uma grande derrota da seleção brasileira ou dos times que mandam jogos no local – Fla, Botafogo e Fluminense atualmente. Ao contrário, foi usado pelo Rubro-Negro em boa parte da campanha do título da Copa do Brasil, incluindo na final contra o Atlético-PR.

Contudo, o histórico recente da equipe carioca no torneio continental faz ser aceso o sinal de alerta. Foram quatro eliminações jogando no Rio de Janeiro nos últimos 12 anos, ainda na primeira fase em 2002 e 2012 e nas oitavas em 2007 e 2008. Houve também uma queda nas quartas em 2010, jogando em Santiago contra o Universidad do Chile.

Para espantar esses fantasmas, o técnico Jayme de Almeida deverá ter três reforços importantes para encarar o León, pelo qual o Fla foi derrotado por 2 a 1 na estreia. Os laterais Léo Moura e André Santos e o meia Elano, todos eles com problemas na coxa, voltaram a treinar nesta semana e deverão ser aproveitados por Jayme. Por outro lado, o atacante Hernane continua fora.

Outra peça na busca pela classificação não fará parte do esquema tático, mas nem por isso deixa de ter sua importância. A “nação” deverá encher o Maracanã, já que os 58.689 ingressos colocados foram vendidos. O clube ainda tentou uma carga extra de 6 mil entradas, mas os responsáveis pela segurança do Maracanã vetaram.

Com equipe completa, León desembarcou no Rio de Janeiro nesta segunda-feira sem temer a pressão da torcida rubro-negra. “Fomos campeões no (estádio) Asteca com 100 mil torcedores do América do México. Por que não pensar que podemos ir ao Maracanã, um estádio com tanta história, e obter a classificação?”, perguntou o presidente do clube mexicano, Jesús Martínez Murguía.

None

Prováveis escalações:.

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Muralha, Everton (Elano) e Gabriel; Paulinho e Alecsandro. Técnico: Jayme de Almeida

León: Yarbrough; Jonny Magallón, Rafael Márquez, González e Edwin Hernández; Peña, Vázquez, Elías Hernández e Montes; Boselli e Britos. Técnico Gustavo Matosas.

Árbitro: Diego Abal (Argentina), auxiliado por seus compatriotas Gustavo Rossi e Ivan Núñez.

Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. EFE