Com dois brasileiros expulsos, Chelsea cai perante o Aston Villa

  • Por EFE
  • 15/03/2014 17h23
Chelsea cai diante do Aston Villa

Um lindo gol do inglês Fabian Delph resolveu neste sábado a favor do Aston Villa um duelo no qual o Chelsea acabou com nove jogadores devido às expulsões dos brasileiros Willian e Ramires.

A derrota por 1 a 0 reduz para seis pontos a vantagem dos Blues no Campeonato Inglês em relação ao Manchester City, que ainda tem três jogos a menos.

O treinador José Mourinho confiou hoje seu ataque ao espanhol Fernando Torres, que tinha recebido sinal verde por parte da equipe médica do clube após vários dias com dores musculares.

Desde o início, os visitantes dominaram o jogo perante um Aston Villa que preferiu esperar em seu campo a chegada dos Blues, que, no entanto, passavam dificuldades para incomodar o goleiro americano Brad Guzan.

Apesar da alta médica, Torres se mostrava longe de sua melhor forma nesta tarde, e criou apenas uma ocasião de perigo durante o primeiro tempo, um tiro que saiu desviado à direita.

Pouco antes do intervalo, o árbitro anulou a pedido do assistente um gol marcado pelo meia Nemanja Matic, supostamente por ter ajeitado a bola com a mão.

Na metade da segunda etapa, os torcedores no Villa Park assistiram a uma imagem incomum em um campo de futebol: enquanto o jogo era disputado no gramado, Mourinho e o técnico do Aston Villa, Paul Lamberg, conversavam animados na lateral.

Dentro das quatro linhas, o Chelsea se mostrava incapaz de vencer o time da casa, que começou a se animar e a arriscar mais.

Aos 20 minutos do segundo tempo, o austríaco Andreas Weimann teve uma das melhores chances de sua equipe, um chute que saiu levemente desviado pela esquerda da meta de Petr Cech.

Perante o pouco peso que Torres tinha no ataque, Mourinho decidiu colocar em seu lugar o marfinense Demba Ba quando restavam 25 minutos de partida.

O pior para o Chelsea estava ainda por vir. Poucos minutos após essa mudança, o brasileiro Willian derrubou o meia inglês Fabian Delph e recebeu o segundo amarelo.

Com dez em campo, os Blues não conseguiram conter um Aston Villa que viu sua oportunidade para dar um golpe final.

Foi Delph quem, faltando dez minutos para o final, ganhou uma bola no meio-campo e tabelou com Marc Albrighton para definir de letra e marcar um belíssimo gol para o Aston Villa.

Já nos acréscimos, o árbitro tirou um novo cartão vermelho, dessa vez para o brasileiro Ramires, por ter deixado o pé na perna de El Ahmadi em uma dividida, e mandou Mourinho para a arquibancada por protestar contra essa decisão. EFE