Com Flamengo de olho, León receberá Bolívar em jogo decisivo na Libertadores

  • Por Agencia EFE
  • 25/03/2014 16h03

Cidade de México, 25 mar (EFE).- O León receberá nesta quarta-feira o Bolívar, pela quinta rodada do grupo 7 da Taça Libertadores, em jogo importante para o Flamengo, que ocupa a lanterna na classificação com quatro pontos.

O time mexicano ocupa a liderança com sete pontos e ficará muito perto da classificação com uma vitória. Na quinta-feira da próxima semana, o vice-líder Emelec, que tem seis pontos, um a mais que o time boliviano, receberá o atual campeão da Copa do Brasil.

O rubro-negro garante classificação se vencer o time equatoriano nesta semana, e o mexicano na seguinte, independente de qualquer outro resultado. Não custa nada, no entanto, dar uma secada no León nesta quarta-feira, o que poderia facilitar a vida dos comandados de Jayme de Almeida na reta decisiva da competição.

Para o jogo em casa nesta quarta-feira no estádio Camp Nou, o técnico uruguaio Gustavo Matosas, ex-jogador de São Paulo, Goiás e Atlético Paranaense, escalará força máxima, incluindo o zagueiro Rafa Márquez, o jovem meia Carlos Peña, e os atacantes Mauro Boselli e Matías Britos.

O Bolívar, que viajou ainda no domingo para o México, o técnico espanhol Xavier Azkargorta quer manter o embalo após empatar com o Flamengo no Maracanã em 2 a 2, e vencer o time brasileiro por 1 a 0, em casa.

Para o duelo contra o León, o comandante, no entanto, estuda mudança na formação da equipe, trocando o 3-5-2 pelo 4-4-2, ou até pelo 4-5-1, com o ex-corintiano Juan Carlos Arce atuando mais recuado.

As duas equipes já se enfrentaram pela competição, na segunda rodada. O duelo disputado em La Paz terminou empatado em 1 a 1, com os visitantes saindo na frente graças a gol de Mauro Boselli, e os anfitriões igualando com o espanhol Juan Miguel Callejón.

None

Prováveis escalações:.

León: Yarbrough; Magallón, Rafa Márquez, Edwin Hernández e González; Montes, Peña, Vázquez e Elías Hernández; Britos e Boselli. Técnico: Gustavo Matosas.

Bolívar: Quiñónez; Álvarez, Cabrera, Gutiérrez e Eguino; Capdevila, Callejón, Flores e Justiniano; Arce e Ferreira. Técnico: Xavier Azkargorta.

Árbitro: Marlon Escalante (Venezuela), auxiliado pelos compatriotas Luis Murillo e Elbis Gomez.

Estádio: Camp Nou, em León (México). EFE