Com futuro indefinido, Mano Menezes não se abala: “já sabia que seria assim”

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2014 08h41

Técnico vem sendo muito criticado por parte da torcida corintiana

Mano Menezes é irônico ao comentar vitória do Timão sobre o Galo

O Corinthians enfrenta o Cruzeiro nesta quarta-feira (08) tentando retornar ao G-4 do Campeonato Brasileiro. Antes do duelo diante do líder da competição, Mano Menezes teve que responder perguntas sobre seu futuro no comando técnico do alvinegro paulista. Com a saída do presidente Mario Gobbi, especula-se que Roberto Andrade, mais cotado para assumir, deseje o retorno de Tite ao cargo. Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (07), o atual treinador corintiano disse que o tema não influencia em nada no seu trabalho e garantiu que já esperava essa situação.

A Jovem Pan transmite todas as emoções da partida entre Cruzeiro e Corinthians, válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, com narração de Nilson César, reportagem de Luis Carlos Quartarollo e comentários de Flávio Prado e Fernando Sampaio. Intervalo e Fim de jogo ficam por conta de Wanderley Nogueira. Vander Luiz comanda o Plantão Esportivo. O Jovem Pan Online segue, minuto a minuto, todos os lances da partida. Para acompanhar, acesse www.jovempan.com.br a partir das 22h.

Mano Menezes tem contrato com o Corinthians até 31 de dezembro de 2014. O novo presidente corintiano assume apenas no dia 01 de fevereiro, o que pode deixar o clube sem comandante nesse período. O gaúcho disse querer pensar apenas nessa reta final de temporada. “Não influencia em absoluta [a indefinição de seu futuro] nada porque eu sabia exatamente que era assim. Todos nós conhecíamos as regras do jogo. Acho que falar sobre isso nesse momento chega a ser até irresponsabilidade com o grupo que está ai, os profissionais que estão ai. Temos que manter nosso foco na competição fazer o melhor possível nas competições em que estamos”, afirmou. 

O título da Copa do Brasil deste ano poderia ser a salvação de Mano para prosseguir no cargo. Contudo, sem saber se será aprovado pela nova diretoria, o treinador não quer alimentar especulações. “Todos sabem a regra que está estabelecida, que a eleição será em fevereiro e que a situação só será decidida por quem assumir a nova gestão. Nada mais natural que essa escolha caiba a quem vai assumir. Podemos deixar parado. Quando tivermos a nova pessoa, perguntem a ela, e ela vai responder. Qualquer especulação gera um tipo de sentimento que não sabemos a consequência”, finalizou. 

Mais cotado para assumir a presidência do clube em 2015, Roberto Andrade não teria aprovado o retorno de Mano Menezes ao clube no início e contaria com o retorno de Tite para uma nova tentiva de período vitorioso no Corinthians.