Com futuro indefinido no Santos, Renato prega seriedade diante do Cruzeiro

  • Por Jovem Pan
  • 14/11/2014 10h05
Flickr/Divulgação Renato participa de treino do Santos no CT Rei Pelé

Sem títulos e vaga na Libertadores do próximo ano, o Santos já pensa em uma reformulaçao para 2015. Antes disso, o Peixe recebe o Cruzeiro neste domingo (16), em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem grandes aspirações no torneio, o clube entrará em campo “com a maior seriedade”. É o que garante o experiente Renato, um dos que não sabe se permanecerá na Vila Belmiro na próxima temporada.

Jovem Pan transmite todas as emoções de Santos x Cruzeiro, com narração de José Manoel de Barros, reportagens de Luis Carlos Quartarollo e Fabio Seródio, e comentários de Flavio Prado. Intervalo e Fim de Jogo ficam por conta de Felipe Motta. Plantão Esportivo é comandado por Alfredo Luiz Filho. O Jovem Pan Online transmite, minuto a minuto, todos os lances da partida. Para acompanhar, acesse www.jovempan.com.br a partir das 17h (de Brasília).

No treino desta quinta-feira (13), Arouca foi baixa e Enderson Moreira elegou Renato para compor o meio de campo titular do Peixe diante do líder Cruzeiro. As duas equipes, recentemente, brigaram por uma vaga na decisão da Copa do Brasil, com os mineiros se dando melhor. “É uma boa oportunidade se ele [Arouca] não jogar. Se ela vier, vou procurar fazer o melhor para ajudar o Santos a sair com a vitória. Vamos entrar contra o Cruzeiro pensando na vitória. O Santos vai entrar com a maior seriedade para vencer esses jogos”. Caso impeça uma vitória celeste, o clube da Baixada Santista ajudará o rival São Paulo, único clube que ainda briga para tirar o título dos mineiros.

Sem muitas oportunidades em 2014, o volante de 35 anos tem contrato com o Peixe até o final de 2014 e revelou que ainda não iniciou as negociações para uma possível renovação. “Por enquanto, não conversamos. Vamos esperar as coisas acontecerem. Depois, conversamos. A vontade de permanecer é grande. Se eu ficar, vou procurar ajudar o elenco com a minha experiência. Todo ano é quase uma obrigação o Santos estar entre os primeiros e disputar títulos. Esse é meu pensamento aqui”, garantiu.

Bicampeonato brasileiro [2002 e 2004] com a camisa do Santos, o volante sabe que as eleições do clube, que serão realizadas em dezembro, serão decisivas para o seu futuro e de outros atletas no elenco alvinegro. “Sabemos que quem mais sofre [com a indefinição] é a família. Vou procurar nesses cinco jogos que restam ajudar a equipe dentro de campo e depois conversar. Se a oportunidade [de enfrentar o Cruzeiro] vier, procurar fazer o melhor pelo Santos”, finalizou.

Na oitava colocação com 46 pontos, o Santos possui 11 pontos a menos que o Atlético-MG, primeiro clube dentro do G-4 da competição. O Cruzeiro, por sua vez, soma 67 pontos, quatro a mais que o vice-líder São Paulo.