Com gol de Guerrero, Corinthians bate o Chapecoense por 1 a 0 e é o líder

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2014 20h23
CHAPECÓ,SC,04.05.2014:BRASILEIRÃO/CHAPECOENSE E CORINTHIANS - O jogador Paolo Guerrero do Corinthians em lance durante a partida entre Chapecoense SC e Corinthians SP válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Arena Condá em Chapecó (SC), neste domingo (04). . (Foto: Jardel da Costa/Futura Press/Folhapress)Corinthians derrota o Chapecoense por 1 x 0

Em um jogo duro e difícil, o Corinthians conseguiu bater o Chapecoense em Santa Catarina pelo placar mínimo de 1 a 0. A partida teve muitas faltas e cartões amarelos, mas o Alvinegro alcançou a vitória com um gol achado pelo atacante Paolo Guerrero, aos 31 minutos do segundo tempo, após bola respingada na área em chute errado de Jadson. O camisa 9 matou a bola no peito e, frente a frente com o goleiro Danilo, chutou forte, estufando a rede do gol da Arena Condá, em Chapecó.

Essa foi a segunda vitória do Timão, que tem 7 pontos e é o atual líder do Campeonato Brasileiro, que terminou sua terceira rodada neste domingo.

Já o Chapecoense ficou com o único ponto que conquistou até agora e está na zona do rebaixamento do Brasileirão, na 17º posição, à frente apenas de Botafogo e Figueirense.

Veja como foi a partida minuto a minuto ► http://jp.com.br/s/82de8db4

O jogo

A festa nas arquibancadas lotadas da Arena Condá, em Chapecó (SC), contrastou com entradas duras e um jogo extremamente disputado no gramado do mesmo estádio. A partida já começou tensa.

Logo aos três minutos o tempo fechou. Petros e Diones se estranham durante disputa de bola no chão e os jogadores começaram o empurra-empurra e a colocar o dedo no rosto um do outro, mas ninguém levou o amarelo.

No futebol realmente jogado, a primeira boa chance do Timão veio aos 12 minutos, quando Jadson deu belo passe na direita para Guilherme. O volante cruzou visando ao Romarinho, mas o zagueiro Dinei chegou antes e mandou pra escanteio. O jogo continuava violento e, dos 14 aos 24 minutos, quatro jogadores levaram cartão amarelo por entradas mais pesadas – Romarinho e Guilherme pelo Corinthians, e André Paulino e Neuton para o time da casa.

Aos 28, no contra-ataque do contra-ataque, o Chapecoense chegou bem com Wanderson, que arriscou bom chute de fora da área. A bola passou perto do travessão de Cássio.

Com 35 minutos jogados, Petros recebeu com relativa liberdade em desatenção da defesa de Chapecó, arriscou chute de fora da área com o pé esquerdo, mas a bola subiu demais. Uma boa chance do time paulista, só faltou calibar o chamado “pé ruim”.

Ainda na primeira etapa, aos 43 minutos, Ralf desviou bola cruzada em falta para o Chapecoense. A pelota passou rente ao gol de Cássio, assustando o torcedor corintiano. Quase um gol contra

Menos faltas, mais correria

No segundo tempo, os dois times voltaram dos vestiários mais dispostos a jogar com a bola nos pés e menos com faltas e dedos nos rostos. E o Chapecoense começou melhor.

Com dois minutos da segunda etapa, Fabinho Alves tinha muita liberdade pelo meio e arriscou chute rasteiro, que passou bem perto da trave direita do gol de Cássio. Aos quatro, após cruzamento, Leandro se antecipou ao zagueiro Gil e desviou de cabeça com muito perigo, quase da pequena área. Sorte do Alvinegro que a bola saiu.

Guerrero chegaria a abrir o placar aos 18 minutos, mas ele estava impedido em lindo passe de Jadson, após bela tabela do meia na intermediária, que teve até passe de calcanhar.

Aos 24 minutos, a reação corintiana veio com Jadson, que chutou forte e colocado em batida de falta, no canto do goleiro, fazendo a bola passar muito perto da baliza.

Sete minutos depois, aos 31, finalmente o placar saiu do zero. Com muita insistência a bola estava viva na área do Chapecoense. Jadson arriscou o chute, mas furou feio, pegando “de rosca” na bola. Sorte que a redonda sobrou “limpa” para o camisa nove do Timão, Paolo Guerrero, dominar no peito e estufar a rede do goleiro Danilo.

Logo depois, aos 35 minutos, Romarinho poderia ter ampliado em rápido contragolpe, mas chutou muito mal, cruzado, tirando demais do gol. O Chapecoense partiu pra cima e tirou um defensor para colocar o atacante Alemão.

Cássio ainda brilharia duas vezes, aos 44 e 45 minutos. No segundo lance, Ricardo Conceição recebeu lindo passe de calcanhar de Bergson e saiu na cara do goleirão corintiano, ameaçando tirar a vitória que já estava nas mãos dos paulistas.

Mas o arqueiro campeão mundial espalmou bem pra escanteio, garantindo os três pontos alvinegros e a primeira posição após essas três rodadas do campeonato.