Com gol de Lucas Barrios, Paraguai ganha de virada da Bolívia pelas Eliminatórias

  • Por Agência Estado
  • 18/11/2015 00h25
O palmeirense Lucas Barrios foi decisivo para a vitória do Paraguai sobre a Bolívia

Em um jogo com três gols em um intervalo de apenas quatro minutos, o Paraguai derrotou de virada a Bolívia por 2 a 1, nesta terça-feira, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia. O autor do gol salvador dos paraguaios foi do atacante Lucas Barrios, do Palmeiras.

Com sete pontos, o Paraguai encerra 2015 dentro da zona de classificação ao Mundial – os quatro primeiros colocados avançam direto e o quinto jogará uma repescagem contra um representante da Oceania. Já a Bolívia, que vinha de uma boa vitória sobre a lanterna Venezuela, fica com três pontos, mais distante dos países que hoje teriam vaga na Copa.

Em março de 2016, quando as Eliminatórias serão retomadas, o Paraguai terá um grande desafio pela frente. Em Quito, jogará contra o Equador, que lidera a competição com 100% de aproveitamento. A Bolívia tentará a reabilitação em casa, na capital La Paz, contra a Colômbia.

Em campo, o primeiro tempo foi de poucas emoções. A Bolívia começou com três zagueiros e dois volantes que mal saíam jogando e o Paraguai teve dificuldades para vencer esta barreira. O resultado foi apenas uma chance de gol criada, já aos 37 minutos, quando o meia Derliz González caiu pela direita e chutou uma bola na trave da meta defendida por Vaca.

Na segunda etapa, tudo mudou graças a um contra-ataque mortal da Bolívia aos 15 minutos. Com velocidade, a bola saiu da defesa para o ataque boliviano em poucos toques e o atacante Duk teve a felicidade de acertar um forte chute da entrada da área que ainda bateu na trave esquerda de Silva antes de entrar.

A reação do Paraguai foi rápida e mortal para a Bolívia. Aos 18 minutos, após cobrança de escanteio da direita, o goleiro Vaca saiu mal, deu rebote e após bate-rebate no qual Paulo da Silva e Valdez tentaram o chute, Lezcano deu o toquinho final para o gol No minuto seguinte, Lucas Barrios recebeu um passe em profundidade, como um pivô ajeitou a bola para Derliz Gonzalez e este foi ao fundo, cruzando para Barrios cabecear com categoria, sem sair do chão, no canto esquerdo de Vaca.

Com a vantagem, o Paraguai procurou se precaver e passou a jogar nos contra-ataques. Teve algumas oportunidades, mas se fechou de vez com a expulsão no final do zagueiro Aguilar. Isso criou espaços na defesa e a Bolívia quase empatou no último lance, aos 48 minutos, quando um chute de Flores de fora da área foi espalmado pelo goleiro Silva.