Com gol de pênalti no final do segundo tempo, River bate Boca e sai em vantagem

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2015 23h01

Com gol no final do segundo tempoRiver Plate comemora gol contra o Boca Juniors

Um dos jogos mais aguardados da fase de oitavas de final da Copa Libertadores foi disputado na noite desta quinta (7). No Monumental de Núñez, o River Plate recebeu o arquirrival Boca Juniors, e em duelo muito nervoso e ‘pegado’, o time da casa contou com um pênalti aos 36 minutos do segundo tempo para derrotar o oponente pelo placar de 1 a 0 e largar em vantagem no mata-mata do torneio continental.

O único gol da partida foi marcado por Carlos Sánchez, que deslocou muito bem o goleiro Orión na batida da marca da cal e deu uma importante, mas pequena, folga para o River antes do segundo duelo.

A partida de volta das oitavas de final da Copa Libertadores será disputado na próxima quinta-feira (14), novamente às 21h (de Brasília), no estádio La Bombonera, casa do Boca Juniors.

O jogo – O primeiro tempo de partida ficou muito mais marcado por um jogo truncado e ‘pegado’ do que pela técnica. O duelo teve muitas faltas e as melhores chances de gol foram criadas pelo River Plate. O time da casa teve uma chance de perigo aos dez minutos, quando Téo Gutiérrez recebeu cruzamento rasteiro, após falha da zaga do Boca, mas só conseguiu bater para fora, já que estava sem ângulo.

Com 25 minutos, o mesmo Téo Gutiérrez voltou a assustar, depois de receber lançamento, mas o arremate de cabeça saiu fraco e facilitou a vida de Orión.

Gutiérrez teve outra oportunidade aos 42, quando finalizou da entrada da área, mas viu seu chute pegar na zaga e sair para escanteio, e Funes Mori assustou no lance seguinte, quando pegou de primeira após a cobrança do tiro de canto, mandando muito perto do travessão da meta do Boca Juniors. Apesar disso, a etapa inicial terminou com placar inalterado.

No segundo tempo, o Boca Juniors começou em bom ritmo e, logo com 20 segundos, quase abriu o placar, quando Calleri foi acionado na direita, bateu cruzado e Barovero desviou para escanteio.

Com seis minutos da etapa complementar, o River Plate teve uma chance de ouro, com Carlos Sánchez, mas o camisa 8 bateu fraco, no meio do gol, e facilitou a vida de Orión.

Depois de muita tensão, o River teve um pênalti marcado, após falta sofrida por Martínez, e Carlos Sánchez deslocou Orión para marcar o único gol do jogo.

Teo Gutiérrez teve uma grande oportunidade minutos depois, mas o chute foi defendido por Orión. Mais tarde, os 43, Gutiérrez deu uma entrada infantil em dividida com o adversário e tomou cartão vermelho de forma direta, dando assim um grande desfalque para sua equipe para o duelo de volta.

O Boca Juniors partiu para cima tentando buscar o empate, mas os donos da casa recuaram e conseguiram assegurar o triunfo.