Com gol no final do jogo, São Paulo arranca o empate contra o Cruzeiro em Minas

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2014 18h02
BELO HORIZONTE,MG,27.04.2014:BRASILEIRÃO/CRUZEIRO E SÃO PAULO - O jogador Antonio Carlos do São Paulo comemora gol durante a partida entre Cruzeiro MG e São Paulo SP válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Parque do Sabiá (João Havelange) em Uberlândia (MG), neste domingo (27). (Foto: Cristiane Mattos/Futura Press/Folhapress)São Paulo arranca empate no fim contra o Cruzeiro

Em um jogo muito ruim, o Cruzeiro não passou de um empate em 1 a 1 com o São Paulo, em Uberlândia, no jogo válido pela segunda rodada do Brasileirão. Em partida com raras chances de gol, eles não poderiam ter saído de outra forma senão pelas bolas paradas.

Aos quatro minutos do segundo tempo, Júlio Baptista bateu falta com perfeição e colocou o time da casa na frente. Assim como na primeira etapa, o resto do jogo foi muito ruim, e o empate tricolor saiu já nos acréscimos da partida.

Osvaldo cobrou falta para área na cabeça do zagueiro artilheiro do tricolor paulista, Antônio Carlos, para deixar tudo igual.

Com o resultado, o time de Minas vai a quatro pontos no Brasileirão, assim como o São Paulo, que havia vencido o Botafogo no primeiro jogo. Na próxima rodada, o tricolor enfrenta o Coritiba no Pacaembu. Já o Cruzeiro, pega o Atlético Paranaense no Mané Garrincha.

O jogo

Cruzeiro e São Paulo fizeram um primeiro tempo de dar sono em qualquer um. Com pouquíssimos lances de emoção, o sistema ofensivo das duas equipes não funcionou.

Do lado do Cruzeiro, Ricardo Goulart perdeu grande chance ao subir sozinho na área e cabecear para fora. Já o São Paulo, assustou com um chute rasteiro de fora da área de Boschilia, que passou à esquerda de Fábio.

O segundo tempo começou melhor e logo aos quatro minutos, Júlio Baptista abriu o placar, cobrando falta com maestria da entrada da área. Sem chance para Rogério Ceni, que nem pulou na bola.

O resto do segundo tempo foi bastante semelhante à primeira etapa e os goleiros mal trabalharam. Muricy, então, tentou mudar o time com a entrada de Osvaldo. O resultado demorou, mas veio aos 46 minutos da etapa final.

Após cobrança de falta de Osvaldo, o zagueiro artilheiro Antônio Carlos desviou de cabeça para deixar tudo igual em Minas Gerais.