Com golaço, Santos atropela o Botafogo no Pacaembu e respira no Brasileirão

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2016 13h15

Vitor Bueno comemora golaço que abriu o placar no Pacaembu

Vitor Bueno comemora golaço que abriu o placar no Pacaembu na vitória do Santos contra o Botafogo

Pressionado pelos torcedores desde a derrota para o Corinthians no meio da semana, o Santos retomou seu “DNA ofensivo” e conquistou boa vitória sobre o Botafogo no Pacaembu na manhã deste domingo (05).

Com um golaço de Vitor Bueno, outro de Paulinho ainda no primeiro tempo e um contra de Bruno Silva (ouça-os mais abaixo), o Peixe fez 3 a 0 sobre o time carioca e chegou aos 7 pontos no Campeonato Brasileiro, sendo alçado provisioriamente à 9ª posição da tabela (seis pontos atrás do líder Corinthians e dois à frente da zona de rebaixamento).

O Botafogo, por sua vez, se afundou de vez na lanterna do campeonato (20ª posição) com apenas 4 pontos em seis jogos disputados e volta para o Rio pressionado, não apenas pela derrota, como pelo mau futebol apresentado no estádio Paulo Machado de Carvalho.

Com boa troca de passes e jogadas ofensivas envolventes, o Santos dominou o jogo todo e não deu sustos aos mais de 17 mil torcedores que foram às 11h assistir ao time da Baixada jogar na capital paulista (público mais que suficiente para lotar a Vila Belmiro).

Os gols

O primeiro gol saiu logo aos 10 minutos de jogo. E que gol! O meia Vitor Bueno foi lançado por detrás da vaga adversária e, num lindo e ágil toque, encobriu o goleiro Helton Leite, que saía para interceptar a bola. Depois do belo chapéu, o santista apenas fuzilou para o gol aberto, fazendo explodir de alegria o Pacaembu.

O gol desmoronou o Botafogo, que na única vez que chegou ao ataque, viu Vanderlei fazer ótima saída de gol para evitar a finalização de Ribamar.

Aos 34 ainda da primeira etapa, mais um belo gol da equipe alvinegra paulista. O Santos fez boa triangulação na entrada da área, com toque calcanhar de Joel, passe de Zeca, linda assistência de Léo Cittadini e chute cruzado para o gol de Paulinho. O goleirão botafoguense alcançou a bola, mas falhou e não conseguiu evitar que ela entrasse rasteira em seu canto direito. Dois a zero.

Com o placar confortável, o time da casa desacelerou na segunda etapa. 

O botafoguense e ex-santista Neilton, que entrou no intervalo, sofreu pênalti logo aos 10 minutos, e pediu para bater, dando uma esperança de recuperação ao clube carioca. Mas o garoto, que correu para a bola com estilo, como Neymar fazia, chutou mal, para fora, à esquerda da trave.

O desânimo do Botafogo foi completado aos 24 minutos, quando a bola cruzada no escanteio bateu bisonhamente na coxa do volante Bruno Silva e morreu no fundo do próprio gol, dando o placar final do jogo e definindo a terceira derrota seguida da equipe do Rio de Janeiro.

Com o placar definido, a torcida santista ainda se divertiu com “olés”.

Próximos jogos

Após três derrotas, o Botafogo tentará se recuperar em casa contra o Vitória no próximo domingo (12). No mesmo dia, às 19h, o Santos encara o Santa Cruz fora de casa, no Arruda.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 X 0 BOTAFOGO

SANTOS – Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno (Valencia) e Léo Cittadini (Serginho); Paulinho e Joel (Diogo Vitor). Técnico: Dorival Júnior.

BOTAFOGO – Helton Leite; Diego, Emerson Silva, Emerson Santos e Victor Luís; Dudu Cearense, Bruno Silva, Leandrinho e Gegê (Gervasio Núñez); Anderson Aquino (Neilton) e Ribamar (Sassá). Técnico: Ricardo Gomes.

GOLS – Vitor Bueno, aos 10, e Paulinho, aos 34 minutos do primeiro tempo; Bruno Silva (contra), aos 24 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Thiago Maia (Santos) Leandrinho (Botafogo).

PÚBLICO – 16.530 pagantes (17.033 presentes).

RENDA – R$ 419.950,00.

LOCAL – Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP).

Com informações da Agência Estado (Estadão Conteúdo)