Com grupo jovem, Scolari planeja trabalho psicológico especial para Copa

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2014 12h52
RIO DE JANEIRO, RJ, 07.05.2014: SELEÇÃO/CONVOCAÇÃO - O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, divulga nesta manhã no Rio de Janeiro a lista dos 23 jogadores para a Copa do Mundo, em evento no Vivo Rio, no Aterro do Flamengo. Participam do evento o coordenador Carlos Alberto Parreira, o presidente da CBF, José Maria Marin, e seu sucessor, Marco Polo Del Nero. (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/Folhapress)Felipão divulga convocação definitiva para Copa 2014

Com apenas seis atletas que já disputaram uma Copa do Mundo, o treinador Luiz Felipe Scolari divulgou, nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, a lista de 23 jogadores que representarão a Seleção Brasileira na próxima edição da competição do futebol mundial. Atento a falta de experiência do grupo, o técnico destacou a necessidade de realizar trabalho especial para conscientizar o elenco sobre a responsabilidade de representar o País neste evento.

“Convidaremos alguns ex-campeões mundiais e profissionais de imprensa para que eles nos ajudem com algumas palestras. Assim, daremos uma noção melhor aos nossos jogadores do que é uma Copa do Mundo. Algumas pessoas irão nos ajudar neste sentido”, afirmou o treinador.

Entre os 23 atletas convocados por Scolari, apenas Julio César (2006 e 2010), Daniel Alves (2010), Maicon (2010), Thiago Silva (2010), Ramires (2010) e Fred (2006) participaram de uma edição do torneio. Alguns dos outros chamados, como Henrique, Maxwell, Fernandinho e Willian jamais disputaram uma competição oficial pelo time principal da Seleção. Além disso, nenhum jogador lembrado pelo técnico gaúcho já foi campeão da Copa do Mundo.

“Teremos um trabalho psicológico para fazer os jogadores entenderem o que é uma Copa do Mundo, porque muitos deles jamais jogaram um Mundial”, completou o treinador, que conquistou o título do torneio em 2002, quando contava com nomes como Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho, Roberto Carlos e Cafu em seu plantel.

Em oportunidades anteriores, Felipão declarou que o Brasil tem obrigação de triunfar na competição em território nacional que ocorrerá entre os próximos dias 12 de junho e 13 de julho. No entanto, o treinador não teme que a pressão por atuar diante de sua própria torcida atrapalhe o desempenho de alguns jovens atletas que devem ser protagonistas, como Neymar e Oscar, ambos de 22 anos.

“Não é tão fácil, mas como nossa Seleção é jovem, eles jogam também por prazer. Não são apenas profissionais, também gostam do que fazem. Nossa preocupação é que eles joguem um futebol equilibrado e tático para sua equipe, mas que também tenham prazer em representar seu país e jogar futebol. Precisamos incentiva-los. Temos a obrigação de ganhar o Mundial”, encerrou.