Com patrimônio de US$ 1 bilhão, Michael Jordan entra na lista dos mais ricos

  • Por Agência EFE
  • 02/03/2015 19h29
Michael Jordan

Com patrimônio e fortuna cada vez maiores, o lendário Michael Jordan alcançou a marca de US$ 1 bilhão e entrou para a lista dos homens mais ricos do mundo elaborada anualmente pela revista Forbes.

Atual número 1.741 do ranking, Jordan ainda está longe de ocupar o primeiro lugar, mas entrou pela primeira vez na lista graças, em parte, à valorização de sua equipe, Charlotte Hornets, da qual é acionista majoritário.

Embora não haja confirmação oficial, as fontes utilizadas pela Forbes consideram que Jordan recebeu mais de US$ 100 milhões por sua imagem na linha de produtos esportivos da Nike Air Jordan.

O gerente comercial de Jordan, Estee Portnoy, não quis comentar sobre a informação divulgada pela revista e se limitou a dizer que não participou dos cálculos financeiros feitos pela revista.

Em março de 2010, Michael Jordan comprou 80% das ações do até então Charlotte Bobcats por cerca de US$ 275 milhões.

A aquisição das ações também estabelecia que, em 2013, Jordan poderia aumentar sua participação a 89%, o que significa que, com a valorização da equipe para mais de US$ 700 milhões, a operação financeira da ex-astro da NBA foi muito produtiva.

Na lista da Forbes também aparecem outros donos de equipes profissionais dos Estados Unidos. O maior destaque vai para Steve Ballmer, novo proprietário do Los Angeles Clippers, franquia pela qual pagou US$ 2 bilhões no ano passado, recorde na NBA.

Ballmer é a 35ª pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio líquido de US$ 21,5 bilhões, enquanto seu antigo companheiro na multinacional Microsoft, Paul Allen, está na segunda posição entre os donos de equipes.

Dono do Seattle Seahawks, equipe da NFL que foi derrotada pelo New England Patriots no Super Bowl, e do Portland Trail Blazers, da NBA, Allen é o 51º mais rico do mundo, com um patrimônio de US$ 17,5 bilhões, de acordo a Forbes.

Enquanto isso, Phil Anschutz, dono do Los Angeles Kings, da NHL, e das equipes Los Angeles Galaxy e Houston Dynamo da MLS, assim como do Staples Center, ficou em terceiro lugar entre os proprietários mais ricos, com um patrimônio de US$ 11,8 bilhões.

Outros donos de equipes dos EUA e da Europa também passaram a fazer parte da lista da Forbes entre os 400 mais ricos.

O russo Mikhail Prokhorov, dono do Brooklyn Nets, da NBA, tem um patrimônio de US$ 9,9 bilhões e ocupa a 125ª posição no ranking. Seu compatriota Roman Abramovich, dono do Chelsea, aparece na 137ª colocação, com US$ 9,1 bilhões.

Micky Arison, do Miami Heat, da NBA, está em 191º lugar, com US$ 7,1 bilhões. Stephen Ross, que o proprietário do Miami Dolphins, da NFL, está na 216ª posição, com US$ 6,5 bilhões de patrimônio.

Outro dono de franquias, Stan Kroenke é o 225ª da lista, com US$ 6,3 bilhões. O bilionário é dono do St. Louis Rams, da NFL, do Denver Nuggets, da NBA, do Colorado Avalanche, da NHL, e do Arsenal.

Outros multimilionários que também estão na lista são Rick DeVos, dono do Orlando Magic, da NBA, que ocupa a 259ª colocação com US$ 5,7 bilhões. Em seguida vem Michael Ilitch, que possui as franquias Detroit Tigers, da MLB, e Detroit Red Wings, da NHL, com patrimônio de US$ 4,8 bilhões, o que o deixa na 330ª posição da Forbes.

Shahid Khan, dono do Jacksonville Jaguars, da NFL, e do Fulham, compartilha o posto com Ilitch com a mesma quantia, assim como o dono do Washington Nationals, da MLB, Ted Lerner.

Os novos proprietários do New York Knicks, da NBA, e do New York Rangers, da NHL, a família Dolan, ocupam o posto número 381 com um patrimônio de 4,3 bilhões; a mesma quantia que Robert Kraft, dono do New England Patriots, atuais campeões do Super Bowl, e do New England Revolution, da MLS.

Outro dono de equipe da NFL, Jerry Jones, do Dallas Cowboys, segue a lista com um patrimônio de US$ 4,2 bilhões.

Cofundador e presidente da Nike, Phil Knight não tem ações em equipes, mas ocupa a 35ª posição da lista com um patrimônio líquido de US$ 21,5 bilhões, empatado com Ballmer, o primeiro lugar entre os que têm propriedades em equipes profissionais.