Com prováveis baixas no ataque, Tite não descarta retorno de Sheik ao Timão

  • Por Jovem Pan
  • 17/12/2014 08h53
O atacante completou seu 100º jogo nesta quarta-feira Julia Chequer/Folhapress Sheik já venceu cinco competições com a camisa do Corinthians

O Corinthians está de volta a Libertadores da América e o retorno de Emerson Sheik ganhou força, principalmente com a chegada do técnico Tite ao comando para a temporada de 2015. Na entrevista coletiva realizada na última terça-feira, o treinador gaúcho não fechou as portas ao polêmico atacante, que tem contrato com o clube até julho.

“Todos os atletas são patrimônio do clube e vão ser trabalhados de forma igual. Ele é atleta do clube” – afirmou, sem se estender no assunto.

Decisivo na conquista da competição continental em 2012, Sheik pode ganhar nova chance no elenco para ajudar o clube a enfrentar a fase preliminar do torneio, que será contra o Once Caldas ou União Santa Fé, da Colômbia. Caso avance, o time do Parque São Jorge fará a sua estreia na fase de grupos já contra o São Paulo. O atual campeão San Lorenzo e o Danúbio-URU completam a chave.

Naquele ano, o camisa 11 marcou os dois gols da vitória do Timão sobre o Boca Juniors, na final disputada em 4 de julho, no Estádio do Pacaembu. Com a provável saída de Malcom e a incerteza em relação à manutenção do contrato de Guerrero, o veterano de 36 anos seria uma alternativa para o Corinthians economizar.

Sheik deixou o clube com a chegada de Mano Menezes no início da temporada e foi emprestado ao Botafogo. No Rio de Janeiro, o atacante acabou afastado em outubro pelo ex-presidente Mauricio Assumpção, afirmando que o veterano e outros três atletas não se comportavam da forma esperada para jogadores experientes.