Com segundo tempo avassalador, Fla bate Palmeiras por 4 a 2 no Maracanã

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2014 17h58
RIO DE JANEIRO,RJ,04.05.2014:BRASILEIRÃO/FLAMENGO E PALMEIRAS - O jogador Alecsandro do Flamengo comemora gol durante a partida entre Flamengo RJ e Palmeiras SP válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Arena Maracanã no Rio de Janeiro (RJ), neste domingo (04). . (Foto: Marcelo Moreira/Futura Press/Folhapress)Flamengo bate Palmeiras por 4 a 2 em casa

Com um segundo tempo avassalador, o Flamengo conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro ao bater o Palmeiras, de virada, por 4 a 2 neste domingo (04). Em partida realizada no Maracanã, a equipe paulista saiu na frente e acabou a primeira etapa em vantagem de 2 a 1. No intervalo, Jayme mexeu no time e o rubro-negro, comandado por Alecsandro, anotou três gols no segundo tempo, decretando a segunda derrota consecutiva do alviverde.

A equipe do técnico Gilson Kliena foi para cima do Flamengo logo no início e abriu placar com belo gol de Wesley. Paulinho, aproveitando bela jogada de Nixon marcou o gol de empate praticamente no lance seguinte. O estreante Henrique, contudo, colocou o Palmeiras na frente antes do apito que encerrou os primeiros 45 minutos. Na volta dos vestiários, Alecsandro ajeitou para Márcio Araújo que empatou a partida. Depois, o atacante aproveitou os espaços dados pelo time visitante e anotou dois gols para selar a primeira vitória do time de Jayme de Almeida na competição.

Na próxima rodada, no sábado (09), o Palmeiras recebe o Goiás no Pacaembu. No dia seguinte, o Flamengo faz clássico diante do Fluminense no Maracana.

O jogo

Após perder pontos em casa na última rodada, o Palmeiras começou a partida em cima do Flamengo. Logo aos quatro minutos, Valdívia lançou Wendel na área. O lateral dominou, mas foi desarmado por André Santos, que tocou na bola. Equipe paulista pediu pênalti no lance, mas árbitro mandou jogo seguir.

Mais consistentes, a equipe do técnico Gilson Kleina aproveitava a liberdade de Valdívia para tocar a bola no campo de ataque. Aos 11 minutos, Leandro recebeu na área e rolou para Wesley, que acertou um belíssimo chute de fora da área e abriu o placar no Maracanã.

A comemoração alviverde, contudo, durou pouco no Maracanã. Dois minutos depois do gol de Wesley, Nixon escapou pela esquerda, se livrou da marcaço e cruzou para Alecsandro, que ajeitou para Paulinho. O atacante, livre, só teve o trabalho de bater firme e empatar a disputa.

Apesar do gol de empate, quem se manteve mais perigoso na partida foi a equipe paulista. Aos 20 minutos, Valdívia achou Leandro, que deu belo passe para Henrique na área. No momento certo, Wallace apareceu, fez corte e evitou o segundo palmeirense no jogo.

E se o estreante Henrique, contratado para o lugar de Alan Kardec, não marcou na primeira oportunidade, bastou mais uma para balançar as redes. Aos 31 minutos, Wendel foi ao fundo, rolou para Valdívia, que achou o atacante na área. Ele bateu no contrapé de Felipe e colocou o alviverde na frente de novo, logo em sua partida de estreia.

O ponto negativo da primeira etapa para os palmeirenses foi a saída de Fernando Prass. O goleiro, que já vinha se queixando de dores no cotovelo, defendeu chute de Alecsandro no final da etapa inicial e, logo após do lance, pediu para ser substituído por Bruno.

Na volta dos vestiários, Jayme de Almeida promoveu a entrada de Mugni na vaga do jovem Nixon e o Flamengo mudou completamente de postura na partida. Logo aos quatro minutos, André Santos invadiu a área, rolou para Alecsandro, que ajeitou para Márcio Araújo. Volante só teve o trabalho de bater e empatar a partida.

Abatido, o Palmeiras deu espaço para o Flamengo jogar nos contra-ataques. Aos 15 minutos, Mugni deu belo lançamento para Alecsandro, que bateu para defesa de Bruno. No rebote, ele mesmo completou para as redes e virou a partida para os donos da casa. A liderança no placar deu mais ânimos aos flamenguistas. Até o zagueiro Wallace se aventurou no campo de ataque e teve sucesso. O zagueiro fez linda jogada, se livrou de dois marcadores e rolou para Alecsandro, que dominou e fuzilou Bruno, anotando o quarto gol do time da casa na partida.

Atacante ainda teve a chance de anotar seu terceiro gol na partida. Paulinho o achou no campo de ataque, mas o centroavante demorou demais e acabou desarmado por Marcelo Oliveira. Em larga vantagem, o time rubron-negro tocou a bola, administrou o resultado e esperou pelo apito final.