Com time misto, Santos vacila no fim e cede empate para o Chapecoense

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2014 20h29

Leandro Damião briga por posse de bola com Abuda

Leandro Damião disputa a bola com Abuda

Mesmo com um time misto, com sua maioria reserva, o Santos foi à Santa Catarina e arrancou pontos do Chapecoense ao empatar por 1 a 1, em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Logo no início do primeiro tempo, Bruno Uvini aproveitou o cruzamento na área e anotou o gol santista do jogo. No fim, quando a vitória visitante já parecia certa, o setor defensivo do Peixe vacilou e Leandro decretou o empate para os donos da casa. 

Em jogo muito parelho, o Santos marcou no início e depois administrou a vantagem, explorando os contra-ataques cedidos pelos donos da casa. A Chapecoense, por sua vez, se manteve no campo de ataque na etapa final e conquistou o gol com Leandro no fim. Com o resultado, a equipe da Vila Belmiro se manteve na oitava colocação com 46 pontos, sete pontos atrás do Corinthians, primeira equipe dentro do G-4. Os catarinenses seguem na 15ª posição, com três pontos a mais que o Vitória, primeiro time dentro da zona da degola.

Na próxima rodada, o Santos recebe o Internacional na Vila Belmiro em confronto direto na briga pelo G-4. O Chapecoense, por sua vez, vai ao Maracanã para medir forças com o Flamengo sonhando em afastar de vez o fanstasma do descenso.

O jogo

As equipes começaram se estudando na Arena Condá. Depois de alguns minutos mais cautelosos, o Santos foi o primeiro a chegar perto de abrir o placar. Aos 11, Cicinho cruzou na área, Leandro Damião não conseguiu o domínio, mas a bola sobrou para Gabriel, que bateu forte e parou em ótima defesa de Danilo. No lance seguinte, em cobrança de escanteio, Bruno Uvini subiu mais que a zaga catarinense e testou para o fundo das redes.

Após se recuperar do baque de ter sofrido o gol santista, a Chapecoense respondeu. Aos 25 minutos, Tiago Luis avançou pela esquerda, se livrou de Cicinho e cruzou na área. Leandro subiu, desviou e a bola saiu rente à trave santista, assustando o goleiro Vladimir.

Com a proposta de explorar os contra-ataques, a equipe de Enderson Moreira atuou confortável no restante da primeira etapa. Somente no aos 46 minutos, após boa tabela de Tiago Luis e Fabiano, os donos da casa chegaram com perigo, mas David Braz se antecipou e faz bem o corte.

Na volta dos vestiários, os donos da casa voltaram dispostos a empatar a partida. Tiago Luís dominou pela esquerda, se livrou para marcação e bateu firme para assustar novamente o goleiro adversário. No lance seguinte, o mesmo Tiago Luís arricou de novo e parou em boa defesa do goleiro santista.

Aos 13 minutos, o Santos reagiu para minizar a pressão dos donos da casa. Mena deu ótimo cruzamento para Serginho, que arriscou de primeira para ótima defesa de Danilo. No rebote, Damião aproveitou a sobra e o goleiro catarinense fez ótima intervenção novamente. 

Mesmo com mais posse de bola, os donos da casa não conseguiam pressionar o time da Baixada Santista. Aos 27 minutos, o Santos se aproveitou da velocidade de seus atletas para assustar os catarinenses. Gabriel recebeu, arriscou de fora da área e parou em Danilo, que realizou defesa em dois tempos. No lance seguinte, o mesmo Gabriel ainda perderia nova chance cara a cara com o arqueiro rival. Oportunidade esta que faria falta aos comandados de Enderson Moreira.

Aos 45 minutos, já quando a torcida catarinense aceitava a derrota, Fabiano Alves escapou pela esquerda e cruzou na área santista. Vladir não saiu do gol e Leandro apareceu para estufar as redes e declarar a igualdade na Arena Condá. Festa alviverde em Santa Catarina.