Comitê Olímpico Russo se manifesta após decisão do CAS

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2016 10h57
Atletas do atletismo são os principais envolvidos nos casos de doping na Rússia

O Comitê Olímpico da Rússia (ROC) publicou uma nota oficial em seu site, afirmando estar “decepcionado” com a decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS) em proibir a participação do atletismo russo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Segundo a nota, a decisão do CAS abre um precedente perigoso e que, a partir desta decisão, todo o mundo dos esportes deverá viver sob novas regras que dão às federações esportivas direitos maiores que dos atletas, acabando assim com a arbitrariedade nas decisões.

O ROC ainda aponta que a decisão da Federação Internacional de Atletismo, em querer banir os russos das competições internacionais, está pautada na discriminação: “ninguém deve ser forçado a deixar sua terra natal. A decisão do CAS viola os direitos dos atletas limpos, que a partir de hoje também têm uma responsabilidade coletiva para a culpa dos outros”, diz a nota, em referência à decisão de permitir que apenas atletas que treinem fora da Rússia possam disputar os Jogos Olímpicos.

O comunicado diz ainda que o ROC irá lutar pela participação dos atletas que não foram pegos no esquema de doping: “o Comitê Olímpico Russo pretende lutar pelos direitos de todos os atletas russos puros em todas as instâncias internacionais de direitos humanos, porque estamos absolutamente convencidos de que a responsabilidade pessoal não pode e não deve se estender a quem é inocente. Isto não é uma prática judicial em lugar nenhum do mundo”, afirma a entidade, que ainda a aguarda a decisão do Comitê Olímpico Internacional que pode, ainda, determinar o banimento de toda a delegação russa dos Jogos Olímpicos.

“O ROC espera que o COI e as federações desportivas internacionais sobre esportes olímpicos tomem uma decisão justa e objetiva sobre a admissão de atletas russos para participar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro”, conclui a carta.