Mais sóbria, abertura da Copa na Rússia supera a do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2018 12h45 - Atualizado em 14/06/2018 14h50
EFE/EPA/ABEDIN

Diferente da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, o público lotou o estádio de Luzhniki, em Moscou, para acompanhar a cerimônia oficial de abertura do mundial na Rússia, nesta quinta-feira (14), e não apenas a partida inaugural da competição. Apesar de simples, os torcedores se empolgaram com as apresentações do britânico Robbie Williams, que cantou alguns de seus sucessos, e da soprano russa Ainda Garifullina.

O evento, que durou pouco mais de 15 minutos, exaltou a cultura do país-sede e apresentou as riquezas da Rússia ao mundo. E ao contrário do que aconteceu na última Copa, os russos foram mais discretos e não abusaram muito das cores. Com um tom de vermelho, a festa contou com dezenas de bailarinos se apresentando sobre o gramado do Luzhniki, um número bem menor do que no Brasil, que contou com aproximadamente 600 pessoas.

Se no Brasil as bandeiras dos 32 participantes do Mundial foram conduzidas ao gramado por 64 crianças, na cerimônia de abertura da Rússia o tradicional ato foi feito por 32 casais, numa demonstração de união. O evento ainda reverenciou um dos maiores nomes da história das Copas, Ronaldo Fenômeno, que participou da cerimônia ao entrar no gramado acompanhado por uma criança e brincar com o mascote Zabivaka e a bola Telstar 18.

Autoridades e respeito

Na abertura oficial da Copa do Mundo de 2014, apenas quatro países enviaram seus chefes de Estado à Arena Corinthians, palco da cerimônia – Chile, Croácia, Equador e Gana. Na Rússia, a presença das autoridades não foi muito diferente. Apenas representantes de países inexpressivos estiveram presentes no estádio de Lujniki, como os presidentes do Azerbaijão, Armênia, Bielo-Rússia, Casaquistão, Quirguistão, Moldávia, Tajiquistão e Usbequistão.

Ao contrário do que aconteceu no último mundial, quando a então presidente Dilma Rousseff e Joseph Blatter, presidente da FIFA, ficaram calados para evitar as vaias dos torcedores, nesta quinta o presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente da FIFA Gianni Infantino conseguiram discursar. Eles ainda foram aplaudidos, especialmente quando exaltaram a realização e preparação da Rússia para receber a Copa do Mundo.

Confira a cobertura completa da Copa de 2018!