Copa do Mundo já teve 12 jogos que mudaram com gols nos acréscimos

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2018 18h01
EFEBélgica se classificou com gol no último lance

Poucas coisas no futebol são tão emocionantes quanto um gol nos acréscimos. E é por isso que a Copa do Mundo de 2018 tem empolgado e mexido com o coração de tantas pessoas. Afinal o torneio já teve 12 partidas decididas nos acréscimos. Isso significa que pelo menos 20% dos jogos teve emoção de sobra até o último minuto.

Alguns destes gols foram marcantes e aumentaram muito o drama das partidas. Nesta terça-feira (3), aconteceu um lance assim: a Inglaterra estava com vitória encaminhada no tempo normal, mas a Colômbia conseguiu o empate com gol de Yerry Mina, de cabeça. A partida teve que ser resolvida nos pênaltis e terminou com triunfo inglês.

Um dia antes, outro jogo teve gol nos acréscimos: a Bélgica concretizou a virada contra o Japão no último lance. Após um contra-ataque rápido, Nacer Chadli fez o gol da vitória por 3 a 2.

A Seleção Brasileira já teve seu gol feito nos acréscimos. Foi contra a Costa Rica, quando a partida estava 0 a 0. Philippe Coutinho abriu o placar aos 46min e evitou um empate que complicaria o time de Tite. No último lance da partida, ainda houve mais um gol nos acréscimos, marcado por Neymar.

Eliminada da Copa do Mundo, a Alemanha viveu duas emoções fortes e opostas nos acréscimos. Contra a Suécia, o time comemorou vitória com um golaço decisivo de Toni Kroos, aos 50min. Na partida seguinte, diante da Coreia do Sul, veio o sabor amargo. Kim e Son fizeram gols nos acréscimos e decretaram a eliminação alemã na fase de grupos.

Além dos 12 gols que mudaram resultados, ainda aconteceram tentos que não afetaram muito o jogo. Foram aqueles que só ampliaram vitórias ou diminuíram o prejuízo de um time derrotado. Rakitic, Son, Neymar, Batshuay, Khazri e Agüero balançaram a rede dessa forma. Estes não entraram na conta de gols que alteraram resultados nesta Copa.

Existe uma explicação para tanta emoção: os juízes têm dado acréscimos maiores do que o normal. É muito raro ver uma partida que termine antes dos 48 minutos. Naturalmente isso dá mais tempo para que as emoções aconteçam.

Lembre todos gols que mudaram o jogo nos acréscimos:

Arábia Saudita 2 x 1 Egito
50min – Salem Al Dawsari (ARS)

Marrocos 0 x 1 Irã
50min – Aziz Bouhaddouz (IRA – contra)

Espanha 2 x 2 Marrocos
48min – Iago Aspas (ESP)

Irã 1 x 1 Portugal
48min – Karim Ansarifard (POR)

Islândia 1 x 2 Croácia
45min – Ivan Perisic (CRO)

Brasil 2 x 0 Costa Rica
46min – Philippe Coutinho (BRA)
51min – Neymar (BRA)

Sérvia 1 x 2 Suíça
45min – Xherdan Shaqiri (SUI)

Suíça 2 x 2 Costa Rica
48min – Bryan Ruiz (CRC)

Alemanha 2 x 1 Suécia
50min – Toni Kroos (ALE)

Coreia do Sul 2 x 0 Alemanha
48min – Kim Young-Gwon (COR)
51min – Son Heung-Min (COR)

Tunísia 1 x 2 Inglaterra
46min – Harry Kane (ING)

Bélgica 3 x 2 Japão
49min – Nacer Chadli (BEL)