Do hat-trick de CR7 à polêmica arbitragem de Brasil x Suíça: confira os melhores e piores da 1ª rodada

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2018 13h00
Montagem/EFENeymar e Seleção Brasileira decepcionaram na primeira rodada, enquanto Cristiano Ronaldo levou Portugal ao empate contra a Espanha

Depois de cinco dias e 16 jogos disputados, a primeira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo da Rússia chegou ao fim nesta terça-feira (19). Apesar dos poucos gols marcados, 38, os primeiros dias de competição reservaram momentos especiais, como a grande atuação de Cristiano Ronaldo no clássico ibérico, e outros nem tanto, como a expulsão de Carlos Sánchez, determinante para a derrota da Colômbia para o Japão.

A Jovem Pan apresenta destaques positivos e negativos da primeira rodada do mundial.

O que foi bom:

– Hat-trick de CR7

O duelo entre Portugal e Espanha era o mais aguardado da primeira rodada da fase de grupos. E as duas seleções não decepcionaram. O clássico ibérico foi disparado a melhor partida da Copa até o momento: 3 a 3, com uma grande atuação do melhor jogador do mundo, o português Cristiano Ronaldo.

O atacante chamou a responsabilidade e anotou três gols. O primeiro cobrando pênalti que o próprio jogador sofreu logo nos primeiros minutos. O segundo, após Portugal sofrer o empate, chutando de fora da área e contando com a ajuda de De Gea. E por último, de falta, com muita categoria, aos 42 minutos da etapa final.

Cristiano Ronaldo se tornou o terceiro português a balançar as redes três vezes em uma mesma partida, se juntando a Eusébio e Pauleta. Além disso, o atacante se igualou a Pelé, Uwe Seeler e Miroslav Klose, como os únicos jogadores da história a balançar as redes em quatro Copa do Mundo diferentes.

Cristiano Ronaldo chamou a responsabilidade e salvou Portugal diante da Espanha

– Muralha de gelo

Hanners Halldórsson, o goleiro cineasta da Islândia, fez história, assim como o seu país, logo no primeiro compromisso do mundial. O jogador de 34 anos foi fundamental para o empate com a Argentina em 1 a 1. Além de realizar boas defesas ao longo da partida, Halldórsson pegou um pênalti de Lionel Messi, aos 23 minutos do segundo tempo, e evitou a derrota.

Goleiro Halldórsson pegou pênalti de Messi e foi o grande destaque da partida entre Argentina e Islândia

– Herói improvável

Denis Cheryshev, atacante que começou no banco de reservas na partida entre Rússia e Arábia Saudita, aproveitou a infelicidade do craque Dzagoev, que se lesionou aos 20 minutos da etapa inicial, para entrar em campo e brilhar. O camisa 6, formado na base do Real Madrid, marcou duas vezes, sendo o segundo um golaço, e se tornou o herói improvável da goleada russa por 5 a 0.

cheryshev, copa 2018, copa do mundo, copa

O russo Denis Cheryshev marcou um belo gol na vitória da Rússia sobre a Arábia Saudita em Moscou

O que foi ruim :

– Vermelho decisivo

O colombiano Carlos Sánchez, um dos principais atletas da seleção sul-americana, foi expulso na partida contra o Japão logo aos 2 minutos, ao cortar uma finalização adversária com a mão. O segundo cartão vermelho mais rápido da história das Copas do Mundo acabou prejudicando a Colômbia, que foi surpreendida em sua estreia e perdeu por 2 a 1.

Sanchez reclamou bastante com o juiz após ser expulso

– Decepção albiceleste

Lionel Messi não se escondeu na estreia da Argentina na Copa do Mundo. O camisa 10 buscou o jogo, tentou jogadas individuais, mas não conseguiu levar sua seleção a vitória diante da Islândia. Diferente de Cristiano Ronaldo, no momento em que poderia ser decisivo, acabou parando em Halldórsson, que defendeu a cobrança de pênalti 23 minutos do segundo tempo.

Messi lamenta a chance perdida durante a partida entre Argentina e Islândia

– Cadê o VAR?

O Brasil estreou na Copa do Mundo contra a Suíça e ficou no 1 a 1. O resultado não agradou jogadores, treinador, muito menos os torcedores brasileiros. O que também não agradou foi a arbitragem do mexicano Cesar Ramos, que não viu a falta em Miranda no lance do gol de empate e ignorou o VAR, que poderia ter lhe auxiliado na marcação da infração.

Neymar reclama com o mexicano Cesar Ramos na estreia do Brasil contra a Suíça