E agora, Tite? Veja quem poderá substituir Neymar na Seleção

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2018 08h00
Lucas Figueiredo / CBFTite não poderá contar com Neymar para os amistosos contra Rússia e Alemanha e terá que buscar uma alternativa

A convocação da Seleção Brasileira para os últimos amistosos antes da Copa do Mundo da Rússia foi adiada em 10 dias. De 2 de março, passou para esta segunda-feira (12), seis dias antes dos jogadores se apresentarem. O motivo: tempo para Tite ter a certeza de que alguns nomes, como os zagueiros Marquinhos e Miranda, o lateral-esquerdo Marcelo e o atacante Gabriel Jesus, estariam recuperados de lesões.

A ideia do treinador deu certo. Todos estão liberados e poderão ser chamados. A única ausência para os duelos contra Rússia e Alemanha, nos dias 23 e 27 de março, será Neymar, que acabou passando por uma cirurgia no pé direito e voltará a jogar apenas em maio, a um mês do Mundial. Sem o camisa 10, fica a dúvida quem poderá substituí-lo ou quem ocupará sua vaga entre os 23. A Jovem Pan apresenta as opções que Tite tem para escolher. Confira:

Willian

Destaque do Chelsea na temporada, o atacante é também o principal candidato a substituir Neymar nos 11 iniciais da Seleção Brasileira. Nesse caso, Tite deve colocá-lo no lado direito do ataque e deslocar Philippe Coutinho para a esquerda, mantendo a formação tática e a profundidade do time.

Taison

O atacante do Shakhtar Donetsk conta com a confiança do treinador e é constantemente convocado. E isso pode ajudá-lo a ser lembrado neste momento. Taison não tem a mesma categoria de Neymar, mas pode desempenhar a mesma função tática.

Douglas Costa

Convocado para os amistosos contra o Japão e Inglaterra em novembro do ano passado, Douglas Costa pode ser mantido na lista de Tite para os duelos deste mês. O atacante da Juventus vem bem na temporada e pode atuar no lado esquerdo do ataque, na posição de Neymar.

Lucas Moura

De casa nova, o agora atacante do Tottenham pode ganhar uma chance na Seleção também. Ele nunca perdeu a esperança de ser lembrado por Tite e um dos motivos de sua saída do PSG foi justamente a necessidade de mostrar seu futebol e chamar a atenção do treinador brasileiro.

Luan

Eleito o “Rei da América”, o atacante do Grêmio vem provando em campo que tem capacidade de defender a Seleção nos amistosos e até mesmo na Copa. Tite sabe disso e vem acompanhando Luan de perto, como na final da Recopa Sul-Americana em fevereiro.

Diego, Lucas Lima e Rodriguinho

Sem Neymar, Tite pode aproveitar os amistosos para fazer alguns testes na formação da equipe, como centralizar um meio-campista e fortalecer o setor. Nesse caso, o treinador teria muitas opções, como Diego, do Flamengo, Lucas Lima, do Palmeiras e Rodriguinho, do Corinthians.

O primeiro meia agrada Tite, que o convocou em várias oportunidades. O segundo vive um bom momento em seu novo clube, se mostrando ativo na criação e até na marcação. O terceiro também vem em boa fase e é um velho conhecido do treinador.