França conta com falha de goleiro uruguaio, se classifica para semifinal da Copa e pode enfrentar Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2018 12h52
EFEVarane comemora gol da França contra Uruguai

Se passar pela Bélgica, nesta sexta-feira (6), a Seleção Brasileira já sabe que enfrentará a França na semifinal da Copa do Mundo. A equipe europeia conseguiu a classificação após eliminar o Uruguai com vitória por 2 a 0 em Nizhny Novgorod. O lance decisivo foi a falha do goleiro Muslera, que gerou o segundo gol francês na partida. Do outro lado, porém, Lloris fez uma defesaça em um momento decisivo do jogo.

O drama uruguaio começou uma hora antes da partida começar, quando saiu a confirmação de que Cavani não tinha se recuperado e ficaria no banco de reservas. Stuani entrou no lugar dele.

Como era esperado, uruguaios e franceses mostraram estilos de jogo bem diferentes desde o 1º tempo. O Uruguai começou marcando forte e sendo bem objetivo no ataque. Com isso, criou chances com Stuani e Torreira no início.

Mas quando a partida perdeu intensidade, a França dominou e também criou oportunidades. Em uma delas, aos 29min, Mbappé recebeu a bola sozinho na área, mas se apressou para cabecear e mandar a bola para fora.

O gol da França só saiu em uma cobrança de falta, aos 39min. Após cruzamento, Varane se antecipou a Stuani e desviou a bola para o gol.

Aos 43min, o Uruguai quase empatou, também em lance de bola parada. Mas Lloris fez uma defesa incrível após cabeceio de Cáceres. O rebote ainda caiu nos pés de Godín, que estava pressionado na pequena área e chutou para muito longe.

O 2º tempo já começou com um erro de Muslera. Ele recebeu a bola na área e chutou em cima de Griezmann, mas ela foi para fora. O erro fatal aconteceu um pouco depois, aos 15min, quando Griezmann arriscou um chute com efeito, de esquerda. A bola foi no meio do gol, mas Muslera espalmou para dentro, ampliando a vantagem francesa.

Depois disso, a seleção do Uruguai perdeu a cabeça, passou a errar lances simples e até se envolveu em uma discussão com franceses. Mbappé e Cebolla Rodríguez levaram cartão amarelo na briga, mas outros jogadores também se envolveram.

Mais tranquila, a França administrou o ritmo do jogo e teve chances de ampliar a vantagem. Mas Tolisso e Giroud erraram chutes perigosos da entrada da área. O Uruguai mostrou os problemas de armação que já tinham aparecido na Copa, abusou de cruzamentos errados para área e não conseguiu pressionar os adversários. Aos 43min, Giménez chegou a chorar em campo, o que simboliza todo desânimo uruguaio nos minutos finais.

Ouça as narrações dos gols: