França vence a Irlanda sem sustos em amistoso preparatório para a Copa do Mundo

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/05/2018 19h00 - Atualizado em 28/05/2018 19h11
Divulgação FFFGiroud comemora o gol marcado no amistoso entre França e Irlanda

A França fez valer sua superioridade técnica diante da Irlanda e, mesmo sem ser brilhante, venceu com tranquilidade o amistoso realizado nesta segunda-feira (28), no Stade de France, em Paris. O confronto serviu como parte da preparação da seleção da casa para a Copa do Mundo da Rússia.

Talvez justamente para observar o elenco, o técnico Didier Deschamps mesclou a equipe entre titulares e reservas e deixou alguns dos destaques do país no banco. Pogba e Griezmann, por exemplo, entraram apenas no segundo tempo, enquanto Lloris e Kanté sequer atuaram.

O time francês foi a campo com: Mandanda; Sidibé, Rami, Umtiti e Mendy; Nzonzi, Matuidi e Tolisso; Fekir, Mbappé e Giroud. Entraram no segundo, além de Pogba e Griezmann, Lucas Hernandez, Pavard, Kimpembé e Dembélé.

Mas foi no primeiro tempo que a seleção garantiu a vitória. Após boas chances perdidas por Mbappé e Fekir, Tolisso acertou a trave do goleiro Doyle aos 36 minutos, em grande jogada de Sidibé pela direita. Três minutos mais tarde, porém, Giroud aproveitou escanteio da direita e cabeceou firme. O goleiro fez grande defesa, mas o próprio atacante aproveitou a sobra para marcar.

Ainda no primeiro tempo, a França contaria com falha crassa de Doyle para chegar ao segundo gol. Aos 43 minutos, Fekir recebeu dentro da área, cortou a marcação e bateu cruzado. O goleiro espalmou, mas a bola subiu e caiu dentro do gol.

Na etapa final, o time da casa levou o jogo em ritmo de treino e viu a forte chuva que caiu em Paris atrapalhar o confronto. Matuidi, de fora da área, foi o responsável pelo melhor momento do morno segundo tempo.

A França ainda realiza outros dois amistosos antes de estrear na Copa do Mundo: contra Itália, esta sexta, em Nice, e Estados Unidos, dia 9 de junho, em Décines-Charpieu. No torneio, a equipe está no Grupo C, ao lado de Peru, Dinamarca e Austrália, sua primeira adversária, dia 16 de junho, em Kazan.