Gareca lamenta chances desperdiçadas em derrota contra a Dinamarca

  • Por EFE
  • 16/06/2018 16h45 - Atualizado em 16/06/2018 16h49
EFEPor opção de Gareca, Guerrero iniciou a partida entre Peru e Dinamarca no banco de reservas

O técnico do Peru, o argentino Ricardo Gareca, considerou a injusta derrota de sua seleção contra a Dinamarca, na estreia da Copa do Mundo, por 1 a 0, lamentando as inúmeras chances perdidas pela equipe ao longo dos 90 minutos. “A partida foi em linhas gerais o que pensávamos contra uma seleção como a Dinamarca. Buscamos o jogo, foi disputado, com duas equipes que buscavam ganhar. Nesse contexto, acredito que o Peru teve méritos para vencer”, indicou o técnico.

“Eles foram efetivos para a proporção de oportunidades que tiveram. Não tenho porque reprovar os rapazes. O resultado não reflete o que ocorreu em campo. Mas o futebol é efetividade, mas fico tranquilo com a atitude dos jogadores”, completou.

Gareca também falou sobre a decisão de manter Paolo Guerrero, do Flamengo, no banco de reservas durante o primeiro tempo. “São decisões que tomamos e acreditamos que o melhor era começar dessa maneira, levando em conta que ele foi o último a se integrar à seleção. Mas ele entrou bem e se integrou muito bem”, disse.

O técnico peruano também defendeu o meia Christian Cueva, do São Paulo, que desperdiçou um pênalti antes do intervalo. “O importante é que ele seguisse envolvido na partida. A partida está repleta de oportunidades e vimos que ele não se escondeu. É preciso superar e enfrentar os problemas que ocorrem ao longo do jogo. O conheço, é um jogador forte mentalmente”, explicou.

A derrota depois 15 jogos de invencibilidade não questiona a efetividade do futebol da seleção peruana, segundo Gareca, que já pensa na França, próximo adversário da equipe no Mundial. “Há maneiras de vencer uma partida. Temos um estilo que nos trouxe até aqui. É preciso manter a calma. Perdemos um jogo, mas são três nesta fase. Com esta maneira de jogar, acreditamos que temos mais chances de obter os resultados que esperamos”, afirmou.

Confira a cobertura completa da Copa 2018!