Médico da Seleção Brasileira chega a Paris para avaliar condição de Daniel Alves

  • Por Estadão Conteúdo
  • 10/05/2018 13h28
Heuler Andrey/Mowa Press Rodrigo Lasmar vai avaliar se existe alguma novidade na situação física de Daniel Alves
O médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, desembarcou nesta quinta-feira (10) em Paris, acompanhado do coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar. O objetivo deles é observar de perto a situação do lateral direito Daniel Alves, que sofreu lesão no ligamento cruzado anterior do seu joelho direito na última terça (8).

Lasmar vai examinar Daniel Alves com a intenção de passar um diagnóstico mais preciso para Tite e seus auxiliares, visando a convocação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo, que será anunciada na próxima segunda-feira (14).

“Ainda não conversei com o Daniel. Falei com o médico do clube e vamos ao PSG para avaliar a condição dele”, afirmou o médico da Seleção Brasileira à TV Globo, durante o desembarque em Paris. “Temos que esperar o que será diagnosticado. Se tiver algo diferente, a gente comunica a todos”, acrescentou Edu.

Daniel Alves se lesionou na terça-feira, durante o triunfo do Paris Saint-Germain por 2 a 0 sobre o Les Herbiers, na decisão da Copa da França. E o problema coloca a sua participação na Copa do Mundo em dúvida. Em dividida com um adversário, o jogador sentiu o joelho direito e precisou ser substituído.

Ao confirmar a lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito de Daniel Alves, o PSG ressaltou a possibilidade de o jogador ser submetido a cirurgia. Exames realizados após o confronto apontaram a desinserção no ligamento do joelho do jogador e a necessidade de pelo menos três semanas de afastamento. A princípio, porém, a expectativa era de que o jogador não fosse operado antes do Mundial, o que aumentaria suas chances de ir à Copa. Só que a atualização divulgada pelo PSG deixou claro que, somente após este afastamento inicial de 21 dias, é que será decidido se o jogador passará ou não por cirurgia.

A Seleção Brasileira estreia na Copa do Mundo diante da Suíça, em 17 de junho, em Rostov. Para a posição de Daniel Alves, Tite tem observado como possíveis opções ao titular do setor Danilo, do Manchester City, Rafinha, do Bayern de Munique, e Fagner, do Corinthians. Este último, entretanto, está afastado dos treinamentos da equipe paulista por tentar se recuperar de uma lesão na coxa direita.

Por causa da lesão, Daniel Alves também corre o risco de ficar fora dos amistosos que o Brasil fará nos dias 3 e 10 de junho, contra Croácia e Áustria, respectivamente, em sua reta final de preparação para a Copa.

O jogador foi titular da lateral direita da seleção nos Mundiais de 2010, na África do Sul, e 2014, em solo brasileiro, e vinha sendo considerado nome certo na lista de 23 convocados que Tite anunciará às 14 horas de segunda-feira, na sede da CBF, no Rio.