Técnico de Portugal evita criticar VAR após empate com Irã

  • Por EFE
  • 25/06/2018 19h00
EFEFernando Santos não aprovou a atuação da seleção portuguesa diante do Irã

O técnico de Portugal, Fernando Santos, encarou com naturalidade o fato da arbitragem de vídeo, o VAR, ter sido usado várias vezes no empate em 1 a 1 com o Irã, em algumas delas de forma decisiva para o resultado. “Não acho que não tenha sido uma situação normal. O árbitro fez seu trabalho. Se ele achar que tem que ir três vezes (ao monitor para conferir um lance) e assim decidir, o fará, e ponto”, declarou.

O treinador português ressaltou a classificação de sua seleção, apesar de não ter conseguido a primeira posição do grupo B, que ficou com a Espanha. “Fizemos uma boa partida, controlamos o jogo no primeiro tempo. Pressionamos, mas depois o Irã melhorou. Mudou o sistema defensivo, e não soubemos entender. O mais importante é que estamos classificados, é o que buscávamos, e agora temos que nos concentrar na próxima partida”, disse.

Fernando Santos também lamentou o fato de Cristiano Ronaldo ter perdido um pênalti quando Portugal vencia. “Voltamos a ter o controle do jogo e poderíamos ter resolvido com o pênalti que perdemos. Também tivemos outras chances e não aproveitamos. Portugal foi melhor, mas o Irã tem mérito pelo campeonato que fez”, ressaltou.

Além disso, o técnico elogiou o Uruguai, próximo adversário de sua seleção na Copa, pelas oitavas de final. “O Uruguai é uma equipe com grandes jogadores. Será uma partida difícil e equilibrada. O importante é estar no torneio e ter chances de continuar”, concluiu.

Confira a cobertura completa da Copa 2018!