Técnico do Panamá fica incomodado com perguntas sobre último lugar na Copa do Mundo

  • Por EFE
  • 28/06/2018 19h20 - Atualizado em 28/06/2018 19h21
EFEHernán Darío Gómez à beira do campo na partida entre Panamá e Tunísia

O técnico colombiano Hernán Darío Gómez não escondeu a insatisfação, nesta quinta-feira (28), ao ser questionado sobre a seleção do Panamá ter encerrado a Copa do Mundo como a participante com pior campanha.

“É preciso começar a comparar outras coisas. A formação dos jogadores, a educação esportiva. Somos os mais novos, é evidente, somos os que mais dificuldades temos. Os mais jovens, com mais dificuldades”, avaliou o comandante, em entrevista coletiva.

Os panamenhos, assim como os egípcios, não marcaram qualquer ponto na competição, mas acabou como 32ª colocada por ter saldo de gols negativo de nove, contra menos quatro do representante africano.

“Se vocês virem os campos que temos, a infraestrutura. É um time que está crescendo e não digo isso só pelos meninos, que deram tudo. É preciso respeitar mais nossa seleção. Não se pode dizer que fomos a pior seleção, dessa forma”, lamentou.

A Panamá estreou no mundial perdendo para a Bélgica por 3 a 0, foi goleado na sequência pela Inglaterra por 6 a 1, e se despediu nesta quarta, caindo diante da Tunísia por 2 a 1.