A Copa Que Nunca Acabou: há 65 anos, Seleção vivenciava o Maracanazo; ouça

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2015 14h34
ReproduçãoO Uruguai venceu o Brasil em pleno Maracanã no jogo decisivo da Copa de 1950

Há 65 anos, mais precisamente no dia 16 de julho de 1950, o Maracanã recebeu seu recorde de público: 199.854 pessoas. Porém grande parte do estádio estava calada, já que a Seleção Brasileira havia sofrido uma das derrotas mais dolorosas de sua história e perdido a final da Copa do Mundo para o Uruguai, pelo placar de 2 a 1.

Para relembrar o triste episódio conhecido como Maracanazo, o Jovem Pan Online traz uma série de reportagens especiais preparadas pelo repórter Thiago Uberreich, da Rádio Jovem Pan, sobre a campanha brasileira no Mundial. Nesta terça-feira (14), o primeiro episódio é publicado.

Na voz do locutor Pedro Luiz, da Rádio Panamericana, a tragédia brasileira foi eternizada e o gol de Ghiggia, que selou o triunfo do Uruguai, ficou marcado para sempre em uma parte obscura da memória do torcedor brasileiro.

A cidade do Rio de Janeiro recebeu a decisão do Mundial e o prefeito do Rio de Janeiro Ângelo Mendes de Morais chegou a cobrar os jogadores, como aparece em sua fala registrada no curta-metragem ‘Barbosa’, produzido em 1988.

“Cumpri minha palavra construindo este estádio. Cumpram agora o seu dever, ganhando a Copa do Mundo”, disse o general.

Clique e ouça o primeiro capítulo do especial no áudio acima!