Corinthians tem dois jogadores expulsos e perde de virada para o Cerro Porteño

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2016 21h30
Autor de dois gols

Depois de perder para o Santos no final de semana, o Corinthians conheceu, nesta quarta-feira (09), sua segunda derrota em jogos oficiais em 2016. E esta foi mais dolorida: em jogo que valia a liderança do Grupo 8 na Libertadores, o Timão até começou bem contra o Cerro Porteño, no Paraguai, e foi ao intervalo em vantagem, mas um segundo tempo desastroso comprometeu totalmente o resultado. Com dois a mais na etapa final, os “azulgranas” buscaram a virada e venceram por 3 a 2.

O time brasileiro foi o primeiro a chegar com mais perigo, em chute de Lucca pela esquerda que acertou a rede pelo lado de fora. No entanto, o começo da primeira etapa foi de pressão do Cerro, que quase só não abriu o placar com Sergio Díaz porque Cássio fez grande defesa. Mas foi do outro lado que o gol saiu: Lucca cobrou falta, o goleiro Anthony Silva não segurou e André conferiu no rebote.

Minutos depois, o Timão quase ampliou quando Giovanni Augusto arriscou de longe e acertou o travessão. Já perto do intervalo, o meia cruzou na área e André, livre, cabeceou para fora, com muito perigo. A chance desperdiçada faria falta, até porque, logo aos cinco minutos do segundo tempo, o time da casa chegou à igualdade. Leal levantou na área e Guilherme Beltrán subiu mais alto que a zaga para mandar para as redes.

A situação corintiana se complicou logo depois: André levantou demais o pé em disputa de bola e levou o segundo cartão amarelo. A pressão paraguaia aumentou, e Cássio seguiu tendo trabalho até os 27 minutos, quando o outro jogador alvinegro foi expulso. Rodriguinho, que também já tinha amarelo, fez falta violenta em Estigarríbia e foi para o chuveiro. A anunciada virada demorou só dois minutos para chegar. Leal ajeitou para o habilidoso Sergio Díaz, que passou por Yago e tocou na saída de Cássio.

Com dois a menos, o Corinthians passou a ser alvo fácil. Melhor para o Cerro que praticamente definiu a partida aos 37 minutos, quando Beltrán recebeu após boa troca de passes, saiu de Felipe e tocou rasteiro para fazer 3 a 1. O gol “praticamente” definiu o resultado porque ainda houve tempo para Giovanni Augusto descontar, de pênalti, após Yago ser empurrado na área. Porém, com dois a menos, a equipe de Tite não conseguiu pressionar o adversário nem ameaçar sua meta.

Com a vitória, o Cerro Porteño tomou a liderança do Corinthians no Grupo 8, com sete pontos contra seis. Santa Fe, com quatro, e Cobresal, com nenhum ponto, completam a chave. Na próxima rodada, o Timão tentará a revanche contra o time paraguaio em sua arena, enquanto o Santa Fe recebe o Cobresal.