CPI da Manipulação de Jogos ouve ex-juiz Glauber do Amaral Cunha, suposto dono de voz que aparece em áudio de Textor

Ex-árbitro Glauber do Amaral Cunha nunca atuou em jogos da CBF e tem ponto alto da carreira como árbitro em atuações em partida entre Vasco e Flamengo em categorias de base

  • Por da Redação
  • 13/05/2024 08h41 - Atualizado em 13/05/2024 08h44
THIAGO RIBEIRO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO John Textor é dono da SAF Botafogo Textor apresentou como prova de suas acusações um áudio sem confirmação de atribuição de um árbitro que nunca atuou em jogos da CBF

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas ouve, nesta segunda-feira (13), o ex-árbitro Glauber do Amaral Cunha. Ele ganhou destaque nas últimas semanas devido a um áudio entregue por John Textor, dono da SAF do Botafogo, no qual reclama de não ter recebido propina após manipular um jogo. A identidade da voz no áudio ainda não foi confirmada como sendo de Glauber. O ex-árbitro é mencionado de maneira não oficial, e a expectativa é de que ele esclareça sua ligação com o conteúdo do áudio durante o depoimento. A oitiva será realizada de forma sigilosa, visando proporcionar um ambiente seguro para que o depoente compartilhe informações cruciais sem medo de represálias. John Textor afirmou, em março, que recebeu a gravação de um membro da CBF, sem revelar detalhes sobre o jogo em questão.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Glauber do Amaral Cunha, natural de São Gonçalo, é técnico de edificações e árbitro registrado na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). Apesar de ter estreado nas competições estaduais em 2018, nunca atuou em jogos da CBF. Sua carreira como árbitro foi marcada por atuações em partidas de times como Vasco e Flamengo, principalmente em categorias de base.

Publicado por Heverton Nascimento

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.