CPI do Futebol consegue quebra de sigilo bancário de Teixeira, Marin e Del Nero

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2015 18h09
José Maria Marin (esq.) está envolvido em casos de corrupção como seus antecessores Del Nero (dir.) e Teixeira

O senador Romário (PSB-RJ), presidente da CPI do Futebol, anunciou nesta terça-feira (01), por meio de suas contas nas redes sociais, que a comissão conseguiu aprovação da quebra de sigilou de presidentes da Confederação Brasileira de Futebol.

Segundo o ex-jogador, a CPI terá acesso aos dados bancários de Ricardo Teixeira, presidente da CBF entre 1989 e 2012; José Maria Marin, que esteve à frente da entidade entre 2012 e 2015; e Marco Polo Del Nero, atual presidente. Os dois últimos ainda terão seus sigilos telefônicos e de e-mails quebrados.

“Para fechar a leva”, Romário ainda anunciou que foram aprovados requerimentos que autorizam a CPI a ter acesso aos resultados e lucros da Copa do Mundo de 2014 e aos sigilos bancário e fiscal do COL, o Comitê Organizador Local, órgão responsável pela organização do evento.

Confira, abaixo, a mensagem de Romário na íntegra:

Galera!

Os trabalhos da CPI avançam. Hoje aprovamos os sigilos bancário e fiscal do ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira. O ex-cartola comandou o futebol brasileiro por muitos anos e ainda tem muita coisa para explicar.

Também conseguimos aprovar a quebra dos sigilos telefônicos e de emails do atual presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, e de outro ex-presidente, José Maria Marin, que está preso nos Estados Unidos.

Para fechar a leva, ainda aprovamos requerimentos que autorizam a Comissão Parlamentar de Inquérito a ter acesso aos demonstrativos de resultados e lucros da Copa do Mundo de 2014, assim como aos sigilos bancário e fiscal do COL.