Craques falham, e Japão é eliminado pelos EAU nas quartas da Copa da Ásia

  • Por Agência EFE
  • 23/01/2015 12h30
Reação de Yohei Toyoda diz muito sobre a decepção japonesa pela eliminação precoce na Copa da Ásia

Atual campeão da Copa da Ásia, o Japão perdeu a chance de conquistar o bicampeonato ao ser eliminado nas quartas de final da competição nesta sexta-feira pelos Emirados Árabes, nos pênaltis, por 5 a 4, após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar.

E os vilões da derrota da equipe japonesa, treinada pelo mexicano Javier Aguirre, foram as duas principais estrelas. Keisuke Honda, do Milan, isolou a cobrança. Depois, Shinji Kagawa, do Borussia Dortmund, acabou acertando a trave.

Com a vitória, os Emirados Árabes voltam a sonhar em disputar uma final da Copa da Ásia, algo que não acontece há 19 anos, desde a derrota na decisão para a Arábia Saudita. Para isso, a equipe precisará vencer a Austrália, que joga em casa e se classificou à semifinal após vitória sobre a China.

A superioridade dos Emirados Árabes sobre o Japão se mostrou desde o início da partida. Logo aos 7 minutos, Ali Mabkhoot inaugurou o placar. Os japoneses só foram empatar o confronto aos 36 do segundo tempo, com gol da Gaku Shibasaki.

O quarto semifinalista da Copa da Ásia também foi conhecido depois de uma disputa de penalidades. Depois de empate no tempo regulamentar por 1 a 1, e nova igualdade por 3 a 3 na prorrogação, o Iraque superou o Irã nos pênaltis por 7 a 6, em Canberra.

Treinada pelo português Carlos Queiroz, a equipe iraquiana saiu na frente do placar com Sardar Azmon aos 24 minutos do primeiro tempo, mas foi para o intervalo com um jogador a menos após a expulsão de Mehrdad Pooladi, que recebeu dois cartões amarelos.

O Iraque empatou aos 11 da etapa final, com Ahmed Yaseen. E virou o jogo no início da prorrogação, aos 3 minutos, com gol de Yunis Mahmoud.

Mesmo com 10 em campo, Morteza Pouraliganji igualou mais uma vez o placar dez minutos depois. Dhurgan Ismael colocou o Iraque à frente, mas Reza Ghoochannejad forçou a disputa de pênaltis ao empatar para o Irã faltando um minuto para o apito final.

Para chegar a decisão, o Iraque terá que derrotar a Coreia do Sul, que superou o Uzbequistão nas quartas de final.