Cristina Kirchner avisa que não estará presente na final da Copa do Mundo

  • Por EFE
  • 11/07/2014 10h55
Presidente argentina Cristina Kirchner sofre de coleção subdural crônica

A presidente argentina, Cristina Kirchner, enviou uma carta para Dilma Rousseff na qual agradece o convite para a final do Copa do Mundo no domingo entre Argentina e Alemanha, à qual não comparecerá para cuidar da saúde.

Na carta, cujo conteúdo foi divulgado nesta sexta-feira pela Presidência argentina, Cristina agradece Dilma pelo convite “muito especial” para acompanhar, junto a outros líderes, a final que será disputada no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

“Estou atravessando há mais de uma semana uma faringolaringite aguda severa, que me impossibilitou de realizar de forma normal tarefas de governo, e hoje me encontro saindo da convalescença da mesma”, disse Cristina.

A governante explicou que no sábado receberá em Buenos Aires o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e que na terça-feira viajará para Brasília para participar na quarta-feira da reunião Brics-Unasul.

Além disso, na próxima segunda-feira seu único neto, Néstor Iván, completa um ano, por isso que Cristina deseja viajar à sulina cidade argentina de Río Gallegos para estar com o pequeno.

“Imagine, como avó que também é, o desejo que tenho de compartilhar com minha família esta data”, escreveu Cristina a Dilma.

A chefe de Estado argentina disse que os médicos aconselharam que ela “realize a viagem a Río Gallegos -mais de três horas de avião- com a condição de ter descansado no domingo e que viaje diretamente de Río Gallegos a Brasília na terça-feira, evitando assim esforços físicos que possam provocar uma recaída da doença”.