Cruyff se diz “emocionado” com apoio dos fãs após ser diagnosticado com câncer

  • Por Agência Estado
  • 26/10/2015 10h58
Johan Cruyff - Barcelona

Uma das maiores lendas da história do futebol mundial, Johan Cruyff afirmou ter ficado “emocionado e comovido” com o apoio que vem recebendo do seus fãs após ser diagnosticado com câncer no pulmão. A notícia da doença do astro holandês foi revelada na semana passada e o ex-jogador falou sobre o assunto na coluna publicada nesta segunda-feira no jornal holandês De Telegraaf, no qual também comentou as manifestações que ocorreram em toda a Holanda no último final de semana.

Nos estádios de futebol do país, os torcedores fizeram ovações de 14 minutos em homenagem a Cruyff, em alusão ao fato de que o ex-craque fez história com a camisa do Ajax usando o número 14 em sua camisa. Ele também envergou este número no Barcelona e no Feyenoord, outro clube holandês que defendeu.

“Estou imensamente orgulhoso pelo apreço que tem sido evidente de toda a reação à notícia”, escreveu Cruyff, de 68 anos de idade, em sua coluna semanal no De Telegraaf, na qual não forneceu maiores detalhes sobre a sua doença e se limitou a dizer que ainda está sendo submetido a exames que determinarão que tipo de câncer ele tem.

O ex-jogador e também grande ídolo da história do Barcelona preferiu escrever de forma breve sobre o seu problema, preferindo abordar as análises habituais que faz sobre futebol em sua coluna, sendo que nesta desta segunda-feira ele falou sobre o desempenho ruim dos clubes holandeses em jogos da semana passada na Liga Europa, que ocorreram pouco depois de a Holanda ter sido eliminada nas Eliminatórias da Eurocopa de 2016, competição que surpreendente o país não disputará.

Cruyff acabou confirmando o câncer de pulmão depois de ter passado por uma consulta médica em Barcelona, onde vive, e agora ele não esconde que não será fácil passar por este momento difícil de sua vida. “Agora vem a espera”, disse, ao escrever sobre o próximo passo na luta contra a doença, que acabou sendo confirmada inicialmente pela porta-voz do craque, Carol Thate, na quinta-feira. Antes disso, o diagnóstico teria sido passado a ele na última terça.

“Foi realmente decepcionante que vazou (a informação) porque a única coisa que eu sei agora é que eu tenho câncer de pulmão. Nada mais”, escreveu Cruyff, que é um ex-fumante que precisou ser submetido a uma cirurgia cardíaca em 1991, quando era técnico do Barcelona. De lá para cá, inclusive chegou a participar de campanhas contra o tabagismo.

Cruyff foi tricampeão da Liga dos Campeões com o Ajax, além de oito vezes campeão do Campeonato Holandês. Pelo Barcelona, faturou o Espanhol de 1973/1974 e a Copa do Rei de 1977/1978. Foi também o principal nome da seleção holandesa que trouxe para o futebol a “Laranja Mecânica” e se sagrou vice-campeã nos Mundiais de 1974 e 1978.

Como técnico, comandou o Ajax, o Barcelona e a seleção da Catalunha, tendo levado o time espanhol ao seu primeiro título da Liga dos Campeões, na temporada 1991/1992. Estava afastado de qualquer função no futebol desde que deixou o cargo de consultor do Chivas Guadalajara, em 2012.