Cruzeiro demite Deivid após queda nas semifinais do Mineiro

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/04/2016 10h22
MG - CRUZEIRO/DEIVID/COLETIVA - ESPORTES - Coletiva do técnico Deivid, do Cruzeiro, logo após a desclassificação da equipe para a final do Campeonato Mineiro 2016, onde informa que está deixando o cargo, neste domingo, 24, em Belo Horizonte. 24/04/2016 - Foto: THOMAS SANTOS/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDODeivid - Agência Estado

A eliminação do Cruzeiro nas semifinais do Campeonato Mineiro, selada com o empate por 0 a 0 com o América, no Mineirão, custou ao técnico Deivid a perda do seu cargo. No final da noite do último domingo, a diretoria do clube anunciou a demissão do treinador, que estava no comando do time desde o início do ano. 

Em nota oficial, o Cruzeiro explicou que membros da diretoria e o próprio Deivid irão conceder entrevista coletiva nesta segunda-feira, às 14 horas, na Toca da Raposa II. Certo mesmo é que agora os dirigentes buscam um novo treinador para dirigir o time na sequência da Copa do Brasil e também no Campeonato Brasileiro. 

Deivid chegou ao Cruzeiro durante a última temporada, como auxiliar técnico de Vanderlei Luxemburgo. E ele permaneceu no cargo mesmo após a queda do treinador, que foi sucedido por Mano Menezes. Após o último Brasileirão, com a ida de Mano para o chinês Shandong Luneng, a diretoria optou pela efetivação de Deivid no cargo para 2016. 

Neste ano, Deivid, iniciando a sua carreira de técnico, dirigiu o Cruzeiro em 18 partidas, com 11 vitórias, cinco empates, duas derrotas, 26 gols marcados e 14 sofridos. Mas apesar dos bons números, teve seu trabalho questionado pela torcida e viu a equipe ser eliminada na fase de grupos da Copa da Primeira Liga, a Sul-Minas-Rio, e agora nas semifinais do Campeonato Mineiro. 

“Objetivo maior era o titulo. Ninguém gosta de perder. Futebol tem dessas coisas. Um erro foi fatal, perdemos no primeiro jogo e a gente tinha como objetivo fazer o gol até os 15 primeiros minutos. Fizemos um gol legitimo e fomos prejudicados mais uma vez. Ia dar mais ânimo, mais disposição e a gente ia trabalhar e construir para chegar ao segundo gol”, disse Deivid após o empate de domingo com o América. 

Fora do Mineiro, o Cruzeiro terá tempo para buscar um novo técnico, pois só voltará a jogar em 5 de maio, quando receberá o Campinense, no Mineirão, no jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. O duelo de ida terminou empatado em 0 a 0.