Cruzeiro vence bem o Santos e se mantém na liderança do Brasileirão

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2014 17h56
BELO HORIZONTE, MG, 17.08.2014 : CRUZEIRO-SANTOS: Lance da partida Cruzeiro X Santos válida pela décima quinta rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol no Estádio do Mineirão. (Foto:Dudu Macedo / Fotoarena/Folhapress).Marcelo Moreno comemora o primeiro gol do Cruzeiro

O Cruzeiro venceu o Santos por 3 a 0 no Mineirão, com gols de Marcelo Moreno, Ricardo Goulart e Júlio Baptista, reassumindo a liderança do Campeonato Brasileiro, com 33 pontos somados – dois a mais que o Internacional, que venceu no sábado e dormiu em primeiro.

O time de Marcelo Oliveira, que fez seu centésimo jogo como treinador do Cruzeiro, está desde a sexta rodada do Brasileirão na primeira posição e, apesar dos resultados negativos nas rodadas anteriores, retoma o fôlego com a boa vitória deste domingo e segue firme rumo ao bi.

Já o Santos fica com os mesmos 20 tentos, na décima posição da tabela.

Apesar do placar amplo, a partida foi aberta para os dois lados e equilibrada, com ligeira superioridade do time da casa. Mas a eficiência na conclusão das jogadas e na defesa do Cruzeiro garantiram a vitória tranquila.

O jogo foi bom e movimentado. O Cruzeiro começou melhor, dominando as jogadas ofensivas e o Santos, com Robinho sumido, tentava ameaçar no contra-ataque. Aos 8 minutos, Éverton Ribeiro chutou forte da ponta esquerda da área, passando muito perto da trave oposta de Aranha.

Aos 18 minutos, Alan Santos, que não foi bem na partida, errou o passe e o time da casa quase fez. Um minuto depois, Éverton Ribeiro subiu livre na área, a bola bateu na cabeça e amortece no braço do atacante e ele fez o gol de canela Mas o juiz viu o domínio irregular e anulou a jogada.

A Raposa, pelo maior volume de jogo, mereceu abrir o placar, mesmo que o lance do gol tenha sido polêmico. Éverton Ribeiro cruzou em falta na intermediária, Marcelo Moreno desviou de cabeça e Ricardo Goulart tentou chutar em posição irregular, mas furou a bola, que foi fraca nas mãos de Aranha. O goleiro do Santos falhou feio e empurrou para o próprio gol. A dúvida que ficou foi se Ricardo Goulart, impedido, participa ou não da jogada.

O Santos sentiu o gol por alguns minutos e o Cruzeiro até poderia ter ampliado.

Depois, porém, Robinho apareceu para o jogo e armou grandes jogadas para o Peixe, uma delas desperdiçada por Thiago Ribeiro. O camisa 7 puxou rápido e belo contragolpe aos 39 minutos. Damião desviou de calcanhar, Robinho abriu para Thiago Ribeiro na ponta esquerda da área. Ribeiro cortou para o pé direito e chutou bonito, mas tirou demais de Fábio e mandou para fora.

O Santos quase empatou, mas primeiro tempo terminou com um placar justo, já que o Cruzeiro dominou boa parte dos primeiros 45 minutos.

Duas substituições tentou o Peixe no intervalo para reverter o placar, com Rildo e Nailson nos lugares de Damião e Bruno Uvini.

Mas nem deu tempo para elas surtirem efeito porque, logo aos 4 minutos da segunda etapa, Ricardo Goulart ampliou para a Raposa. O artilheiro do Campeonato Brasileiro recebeu livre na área passe de Willian pela esquerda e chutou forte, estufando a rede de Aranha e marcando seu nono gol no torneio.

Depois, foi só administrar o placar positivo. O Santos bem que tentava, mas a eficiência da zaga cruzeirense foi superior.

Quando o time da Vila chegou, a sorte brilhou para a equipe mineira. Aos 16 minutos, Cicinho driblou pela direita e rolou na entrada da área. Rildo chegou chutando forte, mas bola saiu à esquerda de Fábio. Aos 23, a zaga da Raposa falhou, Thiago Ribeiro recebeu bom passe e ficou na cara do gol, mas Fábio saiu muito bem para bloquear o chute e as esperanças alvinegras.

Pouco depois, aos 26, foi a vez do Cruzeiro. Willian fez linda tabela com Júlio Baptista pela esquerda do ataque e chutou livre na cara do gol, mas a bola saiu à esquerda de Aranha, rente à trave. Quase o terceiro.

O time da casa recuou e pressionava a marcação para segurar o placar. Robinho teve ainda mais uma chance de diminuir. Robinho recebeu livre no meio, cortou o zagueiro e chutou forte de esquerda e fora da área, mas a mira não foi boa e a bola saiu forte à direita de Fábio.

Faltando pouco para terminar, Éverton Ribeiro puxa rápido contra-ataque e rola para Júlio Baptista. O camisa 10 da Raposa, que havia entrado no segundo tempo, dá lindo drible tocando a bola por cima das pernas do jogador do santos que se atirou no carrinho, e chuta forte para selar o marcador. 3 x 0 e liderança mais do que garantida.