Cruzeiro vence Santa Cruz em casa e se afasta da zona de rebaixamento

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/08/2016 13h33

Robinho comemora gol marcado neste domingo em cima do Santa Cruz

Estadão Conteúdo Robinho comemora gol marcado neste domingo em cima do Santa Cruz

Embalado por bom público no Mineirão, o Cruzeiro derrotou o Santa Cruz por 2 a 0, neste domingo, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado afasta o time mineiro da zona do rebaixamento. Por outro lado, mantém o Santa Cruz na penúltima posição da tabela, com 19 pontos. 

Na luta para não cair, o Cruzeiro completou cinco partidas sem derrota, agora com 26 pontos, na provisória 14ª posição da tabela. Já o Santa Cruz venceu sua última partida em 17 de julho, contra o América, por 3 a 0, no Independência. 

Curiosamente, o jogo foi apitado por Sandro Meira Ricci, denunciado pelo time mineiro à Comissão Brasileira de Arbitragem por supostas irregularidades na partida da equipe contra o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro de 2010. O Cruzeiro perdeu por 1 a 0, gol marcado de pênalti por Ronaldo. O time mineiro, no entanto retirou a queixa e o árbitro pôde voltar a atuar em jogos da equipe de Mano Menezes.

O JOGO – O Cruzeiro começou a partida pressionando o Santa Cruz. Aos 10 minutos de jogo, Robinho cobrou o escanteio e Manoel cabeceou à esquerda do goleiro Tiago Cardoso, próximo à trave. Uma das melhores chances de gol na etapa inicial da partida, no entanto, foi do Santa Cruz. Na primeira vez em que o time visitante chegou ao ataque, aos 14, Grafite, dentro da área, se livrou da zaga e chutou. Rafael defendeu, mas não conseguiu ficar com a bola, e Bruno Rodrigo aliviou. 

O Santa Cruz acertou o travessão da equipe mineira aos 25, com Leo Moura, aproveitando sobra de bola na área. Nesse momento da partida, o time visitante era melhor que o Cruzeiro, que desperdiçou boa chance de gol aos 28 minutos, com Rafael Sobis chutando para fora depois de passe de Edimar. 

Aos 45, o mesmo Sobis reclamou muito de suposta falta cometida por Grafite contra o jogador e não marcada pelo juiz. Na volta do intervalo, o Cruzeiro não perdeu tempo e abriu o placar logo aos 4 minutos, com Robinho. O jogador pegou rebote da zaga na entrada da área, dominou e chutou, marcando o seu primeiro gol com a camisa celeste.

A torcida, que se manteve quieta a partir da segunda metade do primeiro tempo, quando o time pernambucano era melhor em campo, se animou e viu o Cruzeiro marcar o segundo quatro minutos depois, com Ábila aproveitando passe da esquerda de Arrascaeta. Com dois gols à frente, o Cruzeiro passou a esperar o avanço do time adversário para tentar contra-ataques. Aos 21, porém, o Santa Cruz conseguiu superar a marcação do time mineiro e por pouco não diminuiu com João Paulo, em chute forte que passou à esquerda de Rafael. 

Aos 38, Wallyson cobrou falta e Rafael fez boa defesa. Aos 46, Rafael defendeu cabeçada de Wallyson. O time de casa respondeu aos 47, com chute na trave de Willian. Na volta, Rafael Sobis chutou em cima do próprio Willian. 

O Santa Cruz, cada vez mais próximo do lanterna América-MG, volta a campo na quarta-feira, dia 7 de setembro, em partida contra a Chapecoense às 16h no Arrudão. O Cruzeiro joga contra o América, no Independência, na quinta-feira, 8, às 21h.

FICHA TÉCNICA: 

CRUZEIRO 2 x 0 SANTA CRUZ

CRUZEIRO – Rafael; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Lucas Romero (Denilson), Ariel Cabral, Robinho (Rafinha) e Arrascaeta; Rafael Sobis e Ramón Ábila (Willian). Técnico: Mano Menezes.

SANTA CRUZ – Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Allan Vieira; Derley (Wallyson), Uillian Correia (Danilo Pires) e João Paulo; Pisano (Marion) e Keno; Grafite. Técnico: Doriva.

GOLS – Robinho, aos 4, e Ábila, aos 8 minutos do segundo tempo. 

CARTÕES AMARELOS – Derley, Lucas Romero, Uillian Correia, Ariel Cabral, Rafael Sóbis. 

ÁRBITRO – Sandro Meira Ricci (SC). 

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG).