CT do campeão brasileiro está quase pronto para receber seleção chilena

  • Por Agencia EFE
  • 09/02/2014 08h22

Bruno Guedes.

Belo Horizonte, 9 fev (EFE).- A seleção chilena terá à disposição para preparação e disputa da primeira fase da Copa do Mundo de 2014 nada mais do que 4,2 mil metros quadrados de edificação, que pertencem ao centro de treinamentos do campeão brasileiro, o Cruzeiro, um dos mais modernos do Brasil.

Na Toca da Raposa II, localizada na região da Pampulha, os comandados de Jorge Sampaoli estarão próximos ao estádio do Mineirão, onde a equipe não jogará na primeira fase, e também do aeroporto regional da cidade de Belo Horizonte.

A seleção do Chile chegou a um acordo para usar integralmente as instalações, utilizadas pelo departamento profissional de futebol do Cruzeiro – as divisões de base utilizam a Toca I. No local estão quatro campos nas dimensões dos estádios utilizados na Copa do Mundo, além de alojamento com 27 quartos, com capacidade total para 54 pessoas.

O moderno centro conta ainda com piscina térmica, quadra poliesportiva, academia, centro de reabilitação médica, consultórios de clínica geral, ortopedia, odontologia, fisioterapia, fisiologia e sala de raio X, salão de jogos, auditório para 48 pessoas e refeitório.

A assessoria de imprensa do Cruzeiro revelou à Agencia Efe que antes da chegada dos chilenos pequenas alterações serão feitas na sede, como troca do piso da academia e vestiários, modernização de alguns equipamentos, como alguns móveis e televisores dos quartos.

Tudo, no entanto, previsto em um projeto de melhorias da Toca II, que independiam da presença da seleção, e que ficariam prontos no início de maio. O objetivo do clube é aprimorar o que é um de seus pontos fortes.

“Aqui tem uma estrutura muito boa, boa comida, afinal, é a melhor do país. A seleção chilena estará muito bem instalada aqui. Temos campos que permitem trabalhar da melhor maneira, seja tática, técnica ou fisicamente. Tomara que se sintam bem aqui”, declarou o volante Nílton à Efe.

O Cruzeiro não recebia uma seleção para longo período de treinos desde 1986, quando o Brasil se preparou para a Copa daquele ano na hoje chamada Toca I. Quatro anos antes, de novo os comandados de Telê Santana ficaram no local.

Recentemente, o time mineiro recebeu o Olimpia, do Paraguai, que passou alguns dias no centro de treinamento, antes de disputar a final da Taça Libertadores de 2013, contra o Atlético-MG, no Mineirão. EFE

bg/dr